A unidade ficará onde era a garagem da prefeitura.
A unidade ficará onde era a garagem da prefeitura.

Karen Novochadlo
Tubarão

Até o fim desta semana, deve ser homologado o resultado da primeira fase da licitação para a construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24 horas) em Tubarão. Doze empresas participam da concorrência.
Dois recursos foram protocolados pelos próprios concorrentes. Um contra a Carlisse, de Turvo, e outro contra a M2, de Braço do Norte. Ainda podem ser impugnadas participantes pela comissão de licitação. Posteriormente, serão abertos os envelopes com a proposta de preço.

A unidade deve absorver aproximadamente 80% do movimento da emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC).
A obra está orçada em R$ 3 milhões. Ao todo, serão disponibilizados seis leitos, com possibilidade de ampliação para oito.

No local, atuarão dois clínicos gerais e um pediatra, para atendimento de emergência. Um setor odontológico também está previsto, além de equipamentos como raios-x, ultrassom e aparelhos laboratoriais.
Outros R$ 350 mil serão necessários para equipar a unidade, que deve ter um custo mensal de manutenção em torno de R$ 100 mil. A construção do prédio conta com recursos do governo federal (R$ 1 milhão) e do estado (R$ 2 milhões). A previsão é que a obra seja finalizada até o fim do próximo ano.

Sobre a UPA 24 horas
♦ A Unidade de Pronto Atendimento 24 horas de Tubarão será edificada na rua Januário Alves Garcia, onde era a oficina da secretaria de desenvolvimento urbano da prefeitura.
♦ O projeto de Tubarão é dividido em dois pavimentos. A área construída será de 887,48 metros quadrados. O andar superior contará com mais 378 metros quadrados.
♦ Orçada em aproximadamente R$ 3 milhões, a construção da unidade já conta um convênio com o Ministério da Saúde, no valor de R$ 1,050 milhão.
♦ Para equipar a unidade, a prefeitura terá que desembolsar mais R$ 350 mil e outros R$ 100 mil mensais são necessários para manter o local.
♦ É prevista a contratação de, no mínimo, dois médicos por plantão: um clínico geral e um pediatra. Em um primeiro momento, serão implantados seis leitos, mas o número pode ser ampliado para oito.

Empresas participantes
• Construtora Progredion – Florianópolis.
• Formigoni – Tubarão.
• Crema – Criciúma.
• Construhab – Tubarão.
• Souza e Esmeraldino – Tubarão.
• Construtora Nunes – Criciúma.
• Lima e Silva – Florianópolis.
• USS – Braço do Norte.
• Cidade Azul – Tubarão.
• M2 – Braço do Norte.
• Coligada – Braço do Norte.
• Sanero – Tubarão.
• Carlessi – Turvo.
• Camilo e Ghisi – Tubarão.