Zahyra Mattar
Tubarão

O projeto de engenharia do novo prédio do Presídio Regional em Tubarão está finalizado e adequado ao terreno adquirido pelo estado no fim do ano passado. A informação é de Wilson Silva, assessor do secretário estadual de segurança pública, Ronaldo Benedet. Nesta semana, a casa antes habitada pelos antigos proprietários da área, no bairro Bom Pastor, começará a ser demolida.

“Assim, quando a empreiteira vencedora da licitação para a terraplanagem for anunciada e começar o trabalho, não terá que efetuar este serviço. Tudo anda mais rápido. A secretaria também já estuda uma forma de como fará a delimitação da terra para garantir que ninguém invada”, adianta o assessor.
O novo prédio terá 240 vagas e será feita com dois pavimentos. Na parte inferior, ficará toda a estrutura dos presos: celas, dois quartos para visita íntima, banheiro para os familiares, salas de revista, depósito, ambulatório, sala para advogado e cozinha com pequeno refeitório para os detentos responsáveis pelas refeições.

“O conceito moderno de prisão não contempla mais aqueles refeitórios para todosos presos. Eles comem na cela mesmo. Só saem para o banho de sol, por aproximadamente duas horas. Os salões de refeitório não ofereciam segurança para os próprios presos. Quando ocorriam brigas, as contas eram acertadas ali mesmo. Um perigo”, explica Wilson.

Os detentos serão divididos em dois blocos distintos e cada “lado” terá um solar próprio (local apropriado para o banho de sol). O monitoramento será feito da parte superior do prédio pelos agentes prisionais. Não haverá contato físico entre eles. As celas serão abertas ou fechadas pelos agentes da parte superior, através de um sistema moderno e utilizado no mundo todo. O teto terá uma parte fechada com material transparente para que o interior das celas possa ser observado. Os agentes também terão o “comando” da água e da luz nas celas.

Os policiais militares, que fazem a segurança do local, também terão um alojamento, anexo ao prédio principal. Na parte de cima, ficará todo o setor administrativo, alojamento para os agentes, banheiros e cozinha.

Etapas da obra
A construção do novo prédio do Presídio Regional de Tubarão foi dividido em três etapas. A primeira ocorrerá ainda este mês e diz respeito a terraplanagem do terreno. O edital foi lançado na última semana.
Mais dois editais são preparados pela pasta. Um para a execução das obras de engenharia básicas (fundação do prédio, parte elétrica e hidráulica, entre outras) e outro para a obra de CRC (concreto de alta resistência).