Amanda Menger
Tubarão

Depois de muitas contradições e brigas, finalmente o terreno onde será construído o novo Presídio Regional de Tubarão foi decidido: será em uma área localizada no bairro Congonhas. A definição foi feita ontem, após visita de técnicos do departamento de patrimônio da secretaria de administração.

Os técnicos avaliaram as propostas financeiras de proprietários dos terrenos de Conganhas e também Mato Alto. Os valores não foram divulgados, mas, segundo o secretário de desenvolvimento regional em Tubarão, César Damiani, estão dentro da realidade do mercado. “Agora, a gerência de bens e imóveis da secretaria da administração formulará o projeto de lei que será enviado para a assembléia legislativa”, explica o secretário.

O projeto seguirá para apreciação dos deputados estaduais em regime de urgência especial. “Acredito que o processo burocrático será rápido, porque há um entendimento a respeito da importância desta obra”, garante César. Em relação aos protestos por parte da comunidade, que chegou a encaminhar no início do mês um abaixo-assinado à câmara de vereadores, o secretário diz que isso não irá alterar os planos do estado.

“Não adianta reclamarem, o presídio sairá de qualquer jeito”, afirma. A posição é a mesma do secretário estadual de segurança pública e defesa do cidadão, Ronaldo Benedet. “Podem reclamar o que quiserem, mas a obra vai sair, assumo o ônus por essa decisão”, assegura.