Zahyra Mattar
Tubarão

Um e-mail recebido na tarde de ontem pela redação do Notisul será investigado pela secretaria estadual de segurança pública hoje. Conforme o texto, dez caminhões cheios de aterro foram vistos saindo do local onde é feita a terraplanagem para a construção da novo prédio do Presídio Regional de Tubarão. Os carros teriam retornado, porém, vazios.

O questionamento é se há possibilidade do material ser empregado em outra obra ou estar sendo vendido. Em seguida ao recebimento da denúncia, o Notisul entrou em contato com Wilson da Silva (foto abaixo), assessor direto do secretário estadual de segurança pública, Ronaldo Benedet. Surpreso, Wilson prometeu que virá a Tubarão hoje averiguar esta questão. “Cedinho, estou lá e quero explicações também. Nenhum tipo de irregularidade será permitida. Nada de panos quentes. Tudo será apurado com rapidez e o máximo rigor”, garantiu.

As obras do presídio regional de Tubarão estão assinaladas como prioridade da SSP no município. A obra de terraplanagem, feita de forma rápida pela Êxito, de Itajaí, refere-se à primeira das três etapas da construção. A segunda etapa, que prevê a parte de engenharia, começa em breve, conforme já afirmou Wilson. O edital para a contratação da empresa deve ser lançado na próxima semana.
O assessor descarta qualquer irregularidade vinda da empresa. “A Êxito é (uma empresa) séria. Se há qualquer tipo de desvio, não acredito que haja qualquer tipo de envolvimento”, pontua Wilson.