Priscila Alano
Tubarão

A conservação dos abrigos de ônibus em Tubarão não é das melhores. A publicidade nestes locais é um fator negativo para a cidade. Os usuários reclamam e pedem uma solução por parte do poder público para manter a limpeza.

A professora Michele Cardoso avalia que os abrigos de ônibus fazem parte do patrimônio público e tem que ser preservado. “Deveria existir um local adequado para se colar os panfletos. As pessoas usam vários locais para divulgar os seus produtos e serviços. O ponto de ônibus fica com um aspecto muito feio”, opina a professora.

A auxiliar de serviços gerais Isabel Silva da Cruz lembra que não só os abrigos são utilizados como outdoors. Os tapumes de construções também são usados para a divulgação. “Os abrigos deveriam ser locais limpos, mas são a verdadeira sujeira, com esses panfletos colados”, desabafa Isabel.

O vereador Geraldo Pereira, o Jarrão (PMDB), elaborou um projeto em 2007 que dispõe sobre a utilização de meios de divulgação artística, cultural e educacional em locais específicos de nosso município utilizando “mini-doors”. A lei foi aprovada. “A prefeitura deveria ter colocado esta lei em prática. Hoje, na cidade, não há um espaço adequado para a divulgação. É lamentável a situação em que se encontra a nossa cidade”, dispara Jarrão. O vereador propõe que sejam fixados “mini-doors” no centro e principais bairros da cidade, para minimizar a situação da poluição visual.

O outro lado
O secretário de segurança e trânsito da prefeitura, Antônio Bittencourt, não foi encontrado para falar sobre o assunto. Para o secretário de serviços públicos da prefeitura, Fabiano Bitencourt, falta conscientização da população em colar os cartazes nestes locais.