Zahyra Mattar
Tubarão

O sábado foi de luto em Tubarão, em virtude da perda de uma das figuras mais ilustres da área da pedagogia da cidade. O secretário de educação da prefeitura, José Santos Nunes, faleceu no Hospital Socimed, na madrugada. Ele lutava contra um câncer no pâncreas há dois anos e estava internado desde o dia 15 de setembro.

No fim do mês passado, Zé Santos chegou a ser submetido a uma cirurgia para a troca de uma válvula no estômago. O procedimento foi feito em Florianópolis. O corpo do secretário foi velado no Centro Municipal de Cultura, no centro da cidade, e sepultado neste domingo, às 9 horas, no cemitério municipal Horto da Saudade, no bairro Monte Castelo.

Antes, às 8 horas, uma missa de corpo presente foi celebrada na igreja matriz São José Operário, em Oficinas. Ele deixa sua esposa, Margareth da Silva Nunes, três filhos (Marlise Gisela, Júlio César e Daiane Nunes) e quatro netos.

Uma vida dedicada à educação
Zé Santos tinha 60 anos e um histórico de amor e luta pela educação. Formado em matemática e física, ele atuava, desde 1974, como professor da Unisul. Foi fundador do Escola Técnica Diomício Freitas (CIP), hoje Cedup, onde atuou como diretor de 1976 a 1994.

Ele também foi secretário executivo da Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Extensão da Unisul (Faepesul). Na política tubaronense, foi vereador em duas legislaturas: de 1993 a 1996 e de 2001 a 2004. Ambas pelo PP. Desde 2005 comandava a secretaria de educação da prefeitura de Tubarão.