Tatiana Dornelles
Tubarão

Os tubaronenses foram às urnas ontem durante todo o dia para escolher o próximo prefeito. Nas urnas, a maioria dos eleitores teclou ‘45’ e ‘confirmou’, o que resultou na vitória dos candidatos Manoel Bertoncini (PSDB), a prefeito, e Felippe Luiz Collaço, Pepê (PP), a vice.

Bertoncini venceu o pleito com 30.128 votos (o equivalente a 51,22% do total de votantes), enquanto o concorrente peemedebista, Genésio de Souza Goulart, junto com o vice Irmoto Feuerschuette (DEM), recebeu 17.331 (29,47%). A diferença entre os dois ficou ‘na casa’ dos 12.797. Olávio Falchetti (PT), por sua vez, recebeu 11.357 (19,31%) votos de confiança, conquistados durante toda a campanha.

Os três candidatos resolveram votar logo pela manhã. Genésio foi exercer a cidadania às 8 horas, na Madre; Olávio às 10h30min e Bertoncini às 11h45min, ambos no centro de Tubarão. Durante o restante do dia, os candidatos passaram pelos principais colégios eleitorais para cumprimentar as pessoas que circulavam pelas ruas. Às 17 horas, quando as urnas foram fechadas, a inquietação da população era para saber quem seria o próximo governante municipal.

A festa começou cedo para Bertoncini e Pepê, pouco mais de duas horas e meia após o fechamento das urnas. Depois das primeiras parciais serem divulgadas, a movimentação já era intensa, com um grande número de eleitores, cabos eleitorais e simpatizantes do novo prefeito da cidade em comemoração.

Carreatas, pessoas com bandeiras, gritos de alegria e música passaram a fazer parte do cenário de festa devido à vitória de Bertoncini. E a festa estendeu-se, para muitos, até a madrugada. Alguns vereadores eleitos também saíram às ruas em comemoração à vitória conquistada nas urnas.

Pesquisas do Notisul adiantam resultado

Amanda Menger
Tubarão

Mais de 30.128 eleitores confirmaram o candidato do PSDB, Manoel Bertoncini, como o próximo prefeito de Tubarão. Os números equivalem a 51,22% dos votos válidos (excetuando os nulos e brancos). O resultado é semelhante ao apontado pelo levantamento do Instituto de Pesquisa Catarinense (IPC), publicada pelo Notisul nos dias 6 e 7 de setembro. Nesta pesquisa, o tucano era citado por 53,1% dos eleitores entrevistados.

O segundo colocado no pleito, Genésio Goulart (PMDB), recebeu 17.331 votos (29,47%). Os números também são próximos daqueles que foram divulgados na mesma pesquisa do Notisul: 22,9%. Já Olávio Falchetti, fez 11.357, o equivalente a 19,31% votos válidos. No levantamento feito pelo jornal, o petista era citado por 8,6%.

Para o Bertoncini, as urnas confirmaram o que as pesquisas indicavam. “Tínhamos confiança no resultado, semelhante ao divulgado pela imprensa. Quando saiu o primeiro levantamento, publicado pelo Notisul, aparecíamos em segundo, e Genésio com o dobro das intenções. Com trabalho, revertemos este quadro”, analisa.

Entre as primeiras ações do próximo governante, está a marcação de uma audiência com o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB). “Queremos aparar as possíveis arestas. Temos que trabalhar pelo bem da cidade”, destaca.

O candidato Olávio Falchetti, mesmo não sendo eleito, comemorou o resultado. “Para um partido sem coligação e sem recursos, conseguimos fazer uma boa votação. Fizemos uma campanha limpa. Eu não dei uma bala sequer”, afirma. O peemedebista Genésio foi procurado insistentemente e não foi localizado para comentar o resultado da eleição.