Tubarão

Pela primeira vez em seus 50 anos de história, a Unisul e Fundação Unisul terão um reitor e presidente eleitos para um mandato de seis anos. Entidade mantida e mantenedora experimentam um processo de mudança desde a aprovação pelo órgão colegiado de um novo estatuto em 2009, que ratificou a mudança do mandato de quatro para seis anos, sem direito à reeleição.

Na disputa pelo voto, o professor Mauri Luis Heerdt, candidato a reitor, Lester Marcantonio Camargo, vice, Sebastião Salesio Herdt, candidato a presidente da Fundação Unisul, e Valter Alves Schmitz Neto, vice, participaram de reuniões na última quarta-feira em todos os campi com representantes de professores, estudantes, entre outros. 

A eleição ocorrerá hoje. Conforme a Comissão Eleitoral, os votos serão secretos e computados em um programa desenvolvido pela própria universidade. Participam 88 eleitores, entre representantes de estudantes, dos funcionários, coordenadores de curso, da prefeitura e Câmara de Vereadores.

O resultado deve ser conhecido por volta das 17 horas. A comissão eleitoral publica no dia seguinte um edital de posse, que pode ser questionado. Na semana seguinte, os candidatos são homologados. A posse está prevista para o dia 17 de janeiro.

Em toda a sua história esta é a sétima troca de comando da instituição. A universidade atende 77 municípios brasileiros por meio do campus da Unisul Virtual. Há ainda dois campus e sete unidades, em um total de mais de 30 mil estudantes.