Amanda Menger
Tubarão

Todos os dias, a sua caixa de e-mail deve ficar lotada de mensagens com conteúdos duvidosos. Alguns parecem ser, em um primeiro momento legais, tais como pedidos de ajuda, de doação de sangue, de medula. E nesta esteira surgiu mais um golpe. Desta vez, ligado ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A mensagem orienta as pessoas a incluírem em seus telefones celulares um contato com a inscrição “AA emergência” e o telefone de uma pessoa que possa ser contatada em caso de uma situação grave. “Isso não passa de um golpe. Não faz parte do nosso procedimento. Não enviamos e-mails para as pessoas. Além disso, quem faz o contato com a família do paciente é o hospital ao qual encaminhamos dependendo da situação”, explica o coordenador do Samu no sul do estado, Nehad Yusuf Nime.

O conteúdo do e-mail preocupa a gerente do Samu no estado, Cristina Pires. “Os profissionais do Samu estão preocupados com essa divulgação na internet, pois os números de telefone podem ser usados para algum golpe ou sequestro”, alerta a gerente.