Zahyra Mattar
Tubarão

O resultado de um exame, feito em um homem de 24 anos, morador de Gravatal, falecido no Hospital Nossa Senhora da Conceição, de Tubarão, há mais de uma semana, confirmou que o paciente não morreu por conta da gripe A. O caso foi noticiado somente nesta sexta-feira.

O nome do rapaz não foi divulgado. Conforme a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) da secretaria estadual de saúde, o jovem teve como diagnóstico choque séptico, pneumonia e edema agudo de pulmão.
O resultado laboratorial de outros cinco óbitos com suspeita de gripe A em Santa Catarina são aguardados. Dois deles são em Tubarão: a jovem Noemi Souza Martins Cascaes, 22 anos, grávida de seis meses, falecida quarta-feira, e de um caminhoneiro, de 34 anos, que morreu quinta-feira à noite.

Os dois estavam internados na UTI do HNSC (ela desde sábado, ele desde segunda-feira) com pneumonia. Os outros óbitos são de um homem de 53 anos de Concórdia; uma mulher de 37 de Capinzal; e de um adolescente de 18 anos de Blumenau.

Sobe para 20 o número
de suspeitos em Tubarão

A quantidade de tubaronenses com suspeita de infecção com o vírus da gripe A (H1N1) subiu de 17 (contagem de quinta-feira) para 20. Durante a madrugada desta sexta-feira, dois atendimentos foram feitos, e posteriormente descartados pela Vigilância Epidemiológica da 20ª gerência de saúde. Outros três pacientes foram isolados em casa com sintomas brandos de gripe.

Do total de suspeitos, cinco estão internados no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC). São dois homens e três mulheres. Eles estão em quartos preparados e isolados, e não oferecem perigo de contágio a outros pacientes da instituição. Eram sete quinta-feira. Duas mulheres receberam alta na tarde de sexta-feira e terminarão o tratamento em isolamento domiciliar, porque não oferecem mais risco de contágio aos familiares.

Desde o começo da pandemia, em maio, a cidade registrou apenas um caso confirmado. Uma mulher de 26 anos contraiu o vírus A após voltar de a viagem à Argentina, no feriado de Corpus Christi. De todos estes casos suspeitos, apenas um foi descartado. O exame de um homem deu negativo para a gripe A. Todos os outros aguardam os resultados para confirmar, ou não, a doença. Os 15 outros pacientes tratam-se em casa e passam bem.