Falta ainda terminar algumas obras para poder inaugurar
Falta ainda terminar algumas obras para poder inaugurar

 

Karen Novochadlo
Tubarão
 
Nenhuma empresa mostrou interesse ainda por administrar o Aeroporto Regional Sul,  em Jaguaruna. As  informações são do diretor de transportes da secretaria de infraestrutura do estado, Dilney Cabral. Como ele mesmo explica, não é tão simples gerir um aeroporto. 
 
Além de cuidar dos voos, também é necessário gerenciar a segurança e ficar a par das medidas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que mudam mensalmente. Dilney destaca que é um empreendimento novo e sem igual na região. Contudo, ainda não foi oficializada como será feita a administração. 
 
A decisão, por enquanto, é que a administração do aeroporto deve ficar a cargo da iniciativa privada. A confirmação foi feita pelo secretário estadual de infraestrutura, Valdir Cobalchini, ao Notisul, em setembro. O estado deve liderar o processo e o lançamento de um edital de licitação. As lideranças empresariais já manifestaram várias vezes que preferem a administração privada, já que os investimentos seriam mais rápidos e, quem sabe, até possibilitaria a instalação do terminal de cargas.
 
Até o fim desta semana, deve encerrar uma das licitações que envolvem o funcionamento do aeroporto. Esta é a última “obra” que deve ser feita no local e envolve a instalação de iluminação externa. 
 
Ainda é necessário lançar uma outra licitação, para a compra de equipamento de segurança, como raio-x. Depois, serão feitos outros dois ou três pregões eletrônicos para compra de equipamentos. 
 
Sobre o aeroporto
A pista, de 2,5 mil metros de comprimento por 30 metros de largura, tem capacidade para receber aeronaves como ATR 72 e Focker 100, entre outras. Também poderão operar as aeronaves da família do Boeing 737 para baixo e dos Airbus 319. Já existe um projeto para a ampliação da pista de 30 para 45 metros de largura, tamanho necessário para receber aviões como Airbus 320 e Boeing 767. O estado já forneceu informações sobre o aeroporto para as empresas aéreas TAM, Gol, Trip e Azul. Funcionários da Gol, inclusive, até visitaram o local e pediram informações sobre a pista.
 
O que falta para o aeroporto funcionar?
Assim como a pista, o terminal de passageiros do Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, está concluído. Aos poucos, são lançados os editais de licitação para a aquisição dos itens necessários para o efetivo funcionamento do empreendimento: sistema de gerenciamento de voos e de informática de todo o terminal de passageiros e prédio dos bombeiros aeronáuticos, instalação de CFTV, mobília, ar-condicionado e raio-x, aquisição das publicações e cartas aeronáuticas. No momento, estão em andamento as concorrências referentes à iluminação das áreas externas e ao sistema de sinalização vertical noturna. Também é necessário terminar o acesso ao Aeroporto, pela BR-101.