Letícia Matos
Tubarão

Mesmo com a crise e a preocupação dos trabalhadores no país, três municípios da Amurel conseguiram driblar o desemprego no último mês. Segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), entre as 41 cidades com mais de 30 mil habitantes em Santa Catarina, Tubarão, Laguna e Imbituba, ficaram entre as dez com melhor saldo positivo no ranking estadual.

A Cidade Azul ficou na segunda colocação com 1.817 admissões e 1.449 desligamentos. Em setembro, o município teve 250 dispensas a mais que admissões e no último mês o saldo foi positivo em 368. Os setores que demonstraram pior desempenho em outubro foram serviços, que fechou 455 empregos; indústria, que teve 452 demissões; comércio, que perdeu 340 empregos e construção civil, que teve 198 vagas fechadas. 

Em Imbituba foram criados 336 novos postos de trabalho, com uma redução de 274 vagas. Com isso, a Cidade Portuária ficou no sexto lugar no ranking, com um saldo positivo em 62. Laguna foi a nona da lista com saldo positivo em 19 (260 admissões e 241 demissões).

Seis municípios da Amurel tiveram saldo negativo. São Ludgero (-38), Sangão (-28), Armazém (-24), São Martinho (-16), Jaguaruna (-11) e Gravatal (-7). Grão-Pará é a cidade do interior com maior resultado positivo na região, 20 empregos foram gerados.

Santa Catarina perde 4.475
No estado foram perdidos 4.475 empregos celetistas, o que representou à retração de 0,22% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Tal comportamento deveu-se principalmente a queda do emprego nos setores da indústria de transformação (-3.529 postos), da construção civil (-1.863 postos), dos serviços (-1.100 postos), cujos saldos negativos superaram a expansão do emprego da agropecuária (+2.092 postos). Nos primeiros dez meses do corrente ano, na série ajustada, houve decréscimo de 17.140 postos (-0,84%). Na série com ajustes, nos últimos 12 meses, verificou-se redução de 2,26% no nível de emprego ou – 46.642 postos de trabalho.

Brasil tem pior desempenho
No mês de outubro, o Brasil fechou 169.131 vagas formais de emprego. É o pior resultado para o mês da série histórica iniciada em 1992. Foram 1.237.454 admissões e 1.406.585 demissões.
O resultado foi muito inferior ao registrado em outubro do ano passado, quando ficou negativo em 30.283 vagas pela série sem ajuste. No acumulado dos últimos 12 meses, o país fechou 1.381.992 vagas