O vento derrubou telhas no Ginásio da Unisul, em Tubarão, e causou outros danos em residências e escolas do município  - Foto:Divulgação/Notisul
O vento derrubou telhas no Ginásio da Unisul, em Tubarão, e causou outros danos em residências e escolas do município - Foto:Divulgação/Notisul

Tubarão

Falta de energia elétrica, residências destelhadas e novos prejuízos foram registrados ontem na região. O vento forte acompanhado de chuva atingiu os municípios derrubando árvores e causando estragos em residências, órgãos públicos e comerciais em diversos municípios. A Celesc informou que vários alimentadores de energia foram afetados com o vento que ocorreu no início da noite de ontem.

Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e cooperativas de eletrificação trabalharam intensamente para atender em residências destelhadas, retirar árvores sobre vias e sobre redes de energia. Aproximadamente 45 mil unidades consumidoras ficaram sem eletricidade no sul do estado.

A entrada de uma frente fria trouxe rajadas de ventos de 91 km/h em Imbituba. A temperatura, que às 17 horas era de 23ºC, caiu para 17ºC em menos de duas horas. Em Tubarão, escolas como a E.E.B. João Teixeira Nunes registraram novos destelhamentos. O ginásio da Unisul também sofreu avarias, entre outros locais que estavam sendo reconstruídos após o vendaval do último dia 16 de outubro.  Em Imbituba, segundo o coordenador da Defesa Civil, Mauricio Pires, houve queda da estrutura de um salão no bairro Divinéia, queda do portão de acesso ao ginásio da escola Álvaro Catão, da porta do ginásio e novo destelhamento. Outros municípios também registraram prejuízos significativos e seguem hoje na limpeza e verificação dos danos.