Algumas ruas em Capivari de Baixo estão intransitáveis. Esta é a principal via de acesso para Tubarão  -  Foto:Jailson Vieira/Notisul
Algumas ruas em Capivari de Baixo estão intransitáveis. Esta é a principal via de acesso para Tubarão - Foto:Jailson Vieira/Notisul

Jailson Vieira
Capivari de Baixo

Trafegar pelas ruas das cidades da região tem exigido muita habilidade dos motoristas. Em Tubarão, Capivari de Baixo e Laguna, por exemplo, existem estradas que estão em péssimas condições devido à quantidade de buracos. Os condutores enfrentam uma ‘verdadeira prova de obstáculos’.

Moradores dos três municípios reclamam da situação lamentável, porém os gestores afirmam que os trabalhos de tapa-buracos e recapeamento só podem ser realizados com as condições climáticas apropriadas e há mais de 40 dias as chuvas são constantes.   Contudo, em muitos casos, os problemas de infraestrutura são antigos. Conforme os representantes da secretária de infraestrutura de Tubarão, os trabalhos de manutenção são feitos periodicamente, mas, com as chuvas, foram adiados e um acúmulo de serviço é registrado. 

Na Cidade Termelétrica, muitas ruas e avenidas estão intransitáveis, com buracos em excesso. Segundo o secretário de obras, Carlos Alberto Nunes, o Calinho, nesta semana algumas ações serão tomadas para sanar essa problemática, que se arrasta há alguns meses. 

“Nos próximos dias, se o tempo colaborar, faremos uma grande operação tapa-buracos. São mais de 300 toneladas de asfalto para este fim e de recapeamento. Queremos resolver isso com urgência. Será uma situação paliativa para este ano”, revela. 

Melhorias serão executadas
Os moradores reclamam que os reparos executados, em sua maioria, corrigem os problemas por um período, mas voltam rapidamente. Entretanto, Calinho revela que em Capivari de Baixo há um planejamento a ser colocado em prática em breve. “Temos um projeto para o próximo o ano e espero que se torne realidade até fevereiro. O deputado federal Jorge Boeira conseguiu uma verba carimbada de R$ 1,2 milhão para asfaltarmos a avenida da Tractebel. Além disso, a empresa cederá seis metros de sua extensão para construirmos  uma ciclovia e vamos asfaltar outras ruas”, destaca. A pouco mais de 40 dias para o verão, Laguna também sofre com os problemas de infraestrutura. As obras realizadas atualmente têm causado grandes transtornos. As possíveis soluções, que deveriam ser imediatas, têm se arrastado. “Estamos fazendo de tudo para melhorar a infraestrutura, mas não estamos vencendo por causa das condições climáticas. Se o tempo colaborar a partir de hoje, daremos continuidade aos trabalhos nas estradas, tanto nas de chão batido como as asfaltadas”, garante o secretário de obras e saneamento da Cidade Juliana, Renato de Oliveira.