Motoristas receberam informações no semáforo da Praça 7 de Setembro. - Foto: Kalil de Oliveira/Notisul.
Motoristas receberam informações no semáforo da Praça 7 de Setembro. - Foto: Kalil de Oliveira/Notisul.

Kalil de Oliveira
Tubarão

O pequeno Enzo Canali, 2, já aprende, sob o olhar do pai, o servidor público Elliston Canali, do centro de Tubarão, as primeiras regras para a convivência no trânsito. Foi uma das crianças a testar o circuito montado pela Polícia Militar da Cidade Azul na Praça 7 de Setembro, neste sábado, em iniciativa que faz parte da Programação da Semana Nacional do Trânsito em Tubarão.

“Diariamente, nós vemos ocorrências de trânsito. Muitas situações que poderiam ser evitadas. Tudo passa pela conscientização. O perigo não é só da própria pessoa, mas de todos, ciclistas, pedestres, motociclistas. As regras são feitas exatamente para que possamos circular com segurança”, avalia Elliston.

O agente de polícia civil, Alexandre Nunes de Freitas, explica que oficialmente a semana começou no domingo (ontem), entre 18 e 25 de setembro, mas a abertura foi antecipada para atingir um número maior de pessoas. Este ano, mais entidades estão envolvidas. São15 organizações, entre clubes de serviço e órgãos públicos, entre outros. 

Segundo Alexandre, a programação será repleta de atividades. Entre o público-alvo, as crianças serão bastante requisitadas com palestras em escolas, por exemplo. “Teremos simulados de acidentes de trânsito, entrega de material educativo sobre faixa de pedestres, uso de cinto de segurança, bebida e volante. Enfim, o objetivo é sempre preservar a vida”, destaca. São mais de 60 pessoas diretamente envolvidas. Além das escolas, empresas e órgãos públicos serão visitados.

“As pessoas costumam chamar de acidente de trânsito, dando uma impressão de que não haveria como evitar, mas, na verdade, a maior parte poderia ser evitada. Imperícia, imprudência, negligência ou a soma destes favores é o que ocorre”, alerta.


Enzo veio com o pai, Elliston, e se
divertiu no circuito montado pela PM. – Foto: Kalil de Oliveira/Notisul.

Alerta para os erros no trânsito
Pelo menos uma vez ao dia a frase "Se beber não dirija" é ouvida pela maioria das pessoas. Está no comercial da televisão e no rótulo das bebidas alcoólicas. Responsável por muitos acidentes, a combinação entre álcool e direção resulta em 75% das mortes no trânsito, segundo a Associação Brasileira de Estudos de Álcool e Outras Drogas (Abead). 

A atual campanha trata, ainda, sobre a importância de se respeitar o limite de velocidade, evitando colisões em cruzamentos e ou atropelamento nas faixas de pedestres, por exemplo. Outras medidas simples e que podem salvar vidas são o uso do cinto de segurança e a atenção ao volante, sem atendimento de celular enquanto se dirige.

"A pessoa acaba se desligando por alguns segundos e aquilo ali pode ser fatal. Por um segundo que você colocou o olho na tela do celular, você não conseguiu frear o seu veículo a tempo para evitar uma morte", orienta o agente de polícia civil, Alexandre Nunes Freta.