Zahyra Mattar
Tubarão

Assunto: lançamento dos editais de licitação para as obras-de-arte especiais da BR-101 não inclusas no projeto original da duplicação da rodovia.
As obras remanescentes: Ponte sobre o canal de Laranjeiras, na comunidade de Cabeçudas, em Laguna, túnel do Morro do formigão, em Tubarão, e túnel do Morro dos Cavalos, em Palhoça.

Os prazos: o primeiro era abril deste ano. Depois, passou para o primeiro semestre de 2010. Agora… Bom, agora o prazo é este ano, só não se sabe quando exatamente.
E é neste pé que se encontram os processos de lançamento das concorrências. Mas nem tudo é má notícia. Ainda que não haja prazos exatos, o Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (Dnit) trabalha para iniciar as três obras em 2011.

E tem boas notícias quanto aos projetos também. Até então, os documentos estavam em análise no Dnit, em Brasília. Continuam lá, mas em etapa mais avançada. O da ponte passa pela revisão final. As licenças ambientais já estão na ‘mão’. Pela lógica, o edital de licitação desta obra será o primeiro a ser lançado.

Já os projetos dos túneis de Tubarão e Palhoça, estão prontos e também seguem na etapa final, de revisão. Neste caso, porém, um detalhe: ambos ainda não têm as licenças ambientais. Pelo lógica: licitação no fim do ano, talvez.

As obras na Amurel

A abertura do túnel no Morro do Formigão, em Tubarão, e a construção da ponte sobre o canal de Laranjeiras, na comunidade de Cabeçudas, em Laguna, têm prazo máximo de conclusão em dois anos.

O túnel
♦ Terá 500 metros de extensão e está orçado em R$ 50 milhões.

A ponte
♦ Terá 400 metros (o conjunto formado pelo viaduto, com as pistas complementativas e pilares a obra terá, no total, 2.825 metros de comprimento e 24 metros de largura) e está orçada em R$ 400 milhões.

Quando termina?

Boa pergunta, mas ainda não há resposta. Como não há mais datas afixadas para o lançamento dos editais de licitação às obras-de-arte especiais não inclusas no projeto original de duplicação da rodovia, fica ainda mais difícil especular em que ano a obra termina.

Detalhe: As obras foram licitadas em 2004 e os trabalhos começaram, efetivamente, em 2005. O prazo de duplicação de 100% das pistas (isto é o equivalente a 80% das obras totais) é dezembro deste ano.

Com as chuvas, pode ser que dezembro chegue e o prazo precise ser estendido para 2011. Além disso, existe outros dois pontos importantes para serem considerados. O primeiro é quanto ao lote 29, entre Sombrio e Araranguá. A Triunfo, responsável pelo trecho, desistiu da obra no ano passado.

O segundo é quanto ao elevado do contorno de Araranguá. O projeto foi modificado entre os quilômetros 409 e 411 da rodovia. Antes, previa pista aterrada. Agora, será feita em estrutura de pilares para preservar as áreas agrícolas.
O edital de licitação para estes dois pontos já está na praça desde o dia 27 do mês passado. As propostas podem ser apresentadas até o próximo dia 30, data da primeira sessão do processo licitatório, em Brasília.

O que será feito

A licitação deverá ser finalizada até o dia 30 de agosto. Estão previstos aproximadamente R$ 297 milhões para a conclusão dos serviços.

Lote 29
♦ São oito passagens inferiores (quatro já parcialmente executas), dois viadutos simples e dez passarelas, além de obras de drenagem, terraplenagem e pavimentação a serem concluídas.

Contorno de Araranguá
♦ Pista elevada em estrutura de pilares.