Beto Tournier tinha 67 anos
Beto Tournier tinha 67 anos

Rafael Andrade
Tubarão

José Roberto Tournier Cardoso, o Beto Tournier, de 67 anos, faleceu na madrugada de hoje no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), às 4h30min, em Tubarão. A causa da morte foi choque séptico (termo médico usado para designar a falência circulatória aguda de causa infecciosa). Ele foi presidente da Associação Empresarial de Tubarão (Acit) por dois mandatos e ex-candidato à prefeitura da Capital da Amurel na década de 1980. 

Era muito conhecido por articular grandes encontros políticos – o cientista político -, como era chamado. Fez política para os outros, já que nas únicas duas vezes que se candidatou não logrou êxito. Deixou praticamente de lado sua carreira acadêmica e empresarial para se dedicar às campanhas eleitorais e gestões peemedebistas. Foi professor universitário, diretor do jornal O Estado na década de 1970 e empresário do setor de transporte. Em 1982, disputou uma cadeira na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) pelo PMDB. No governo de Miguel Ximenes (ex-prefeito de Tubarão), Beto atuou como secretário de obras. Também foi presidente do Deter e diretor financeiro da Casan.

Um dos recentes cargos que ocupou na política foi de secretário-adjunto da ex-SDR (atual ADR) na Cidade Azul.

José Roberto era casado com Sônia Machado Tournier e pai de Fernando Tournier, Vitor Tournier e Roberto Tournier. Tinha três netos, Nicole, Matias e Anelise.

A missa de corpo presente está agendada para as 9 horas de amanhã, na Cripta da Catedral Diocesana, no Centro. O sepultamento ocorrerá no Cemitério Horto da Saudade, no bairro Montes Castelo, em Tubarão.