Carolina Carradore
Tubarão

A regional de saúde de Tubarão confirmou quatro casos de meningite na região este ano. Um veio a óbito e três já tiveram alta. A maioria dos casos confirmados é de meningite viral, um quadro leve comparado com outros tipos de meningite. A informação é da enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Helena Caetano Gonçalves.

Simone Gaspar Ramos, 24 anos, morreu após ter sido diagnosticada com meningite criptocócica, uma espécie incomum da doença, causada por fungos, que trouxe outras complicações à paciente. O atestado de óbito aponta que Simone morreu de hipertensão intracraniana. Moradora de Capivari de Baixo, estava internada há 15 dias no hospital Nossa Senhora da Conceição. Ela procurou auxílio médico após fortes dores de cabeça e indisposição. Internada na UTI, faleceu na sexta-feira pela manhã. A morte de Simone foi a primeira registrada esse ano na região por meningite.

Em Tubarão, de acordo com o secretário de saúde da prefeitura, Roger Augusto Vieira e Silva, não há nenhum caso confirmado de meningite. Em Laguna, a regional de saúde espera o resultado do exame de um paciente com suspeita de meningite viral e nenhum caso de meningite meningocócica foi registrado.

Meningite criptocócica

É uma inflamação ou infecção das membranas que cobrem o cérebro e a medula espinal, causada por organismos criptococos do tipo levedura. Segundo o infectologista Rogério Sobrosa, o contágio pode ocorrer também através da inalação de fungos das fezes de aves. “É importante sempre lavar lugares onde há incidência de aves com água e nunca varrer, para não ter contato com o ar”, orienta.

O que é meningite

Meningite é a inflamação das meninges – as membranas que envolvem e protegem o sistema nervoso central. Há vários tipos de meningite e a mais perigosa é a bacteriana, que, se não for tratada a tempo, pode deixar graves sequelas e até matar. A doença atinge pessoas de qualquer idade, principalmente as crianças.

Como se contrai a meningite
• Falta de higiene pessoal e do ambiente.
• Locais fechados, sem ventilação e com muita gente.

Como se trata a meningite
Procurando atendimento médico imediato, seguindo rigorosamente a orientação médica.

Outras formas de prevenção
• Mantenha a higiene corporal.
• Lave sempre as mãos após ir ao banheiro.
• Tenha higiene rigorosa com pratos e talheres, bem como mamadeiras e chupetas.
• Conserve a casa limpa e arejada, principalmente os quartos.
• Evite locais fechados.
• Mantenha as salas de aula ventiladas, com portas e janelas abertas.

Sintomas da meningite
• Febre alta.
• Forte dor de cabeça.
• Vômitos.
• Rigidez da nuca (dificuldade de abaixar a cabeça).
• Manchas avermelhadas na pele (em alguns casos).

Atenção: nos bebês, sintomas como irritação, choro persistente, falta de apetite e “moleira inchada” podem ser de meningite.