Karen Novochadlo
Tubarão

Com o calor, os cuidados com a alimentação devem ser redobrados para evitar desidratação e intoxicação alimentar. Comidas pesadas e gordurosas devem ser dispensadas. O correto é tentar seguir um cardápio leve e ingerir muita água.

Um macarrão com molho branco, por exemplo, “pesa” no estômago. Para digeri-lo, o organismo faz uma concentração grande de muito sangue, a pressão arterial diminui e a pessoa passa mal.

A nutricionista Camila Esmeraldino, de Tubarão,  recomenda que no cardápio sejam incluídos alimentos mais leves. “As pessoas podem dar preferência a um peixe grelhado, arroz, um pouco de feijão e muita salada. A fritura não combina com o verão. O correto é dispensá-la”, ensina Camila.

O ideal é, independente da estação, manter um cardápio equilibrado, rico em frutas, verduras, cereais e produtos integrais. E evitar os produtos industrializados, como salgadinhos, sopas e produtos embalados.

Quanto a quantidade de água, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo de dois litros por dia. Contudo, pessoas com insuficiência renal e pressão alta devem ficar atentas e não ingerir muito do líquido.

O ideal é perguntar ao médico qual a quantidade necessária. “Os sucos naturais também fazem muito bem e são recomendados, mas não substituem a água”, explica a nutricionista.

Os isotônicos não são recomendados. Eles devem ser ingeridos por quem realiza atividades físicas. Do contrário, por terem uma concentração grande de minerais, podem prejudicar o organismo.