Foto:Divulgação/Notisul
Foto:Divulgação/Notisul

Jaguaruna

É uma questão de tempo para o Aeroporto Regional Sul Humberto Ghizzo Bortoluzzi, em Jaguaruna, receber mais uma empresa aérea. De acordo com o gerente de operações da RDL, Fernando Castro, a companhia Gol, uma das três maiores do país, fez uma sondagem não oficial para se inteirar sobre o fretamento de voos para o Verão. 

“Dá para descer de dois a três aviões por hora por conta do pátio. Pode ocorrer, tranquilamente, o aumento de aeronaves no Verão”, avalia. 

Além de tornar o aeroporto mais seguro, o aumento dos voos também representam geração de empregos. Apenas a RDL deve dobrar sua equipe de trabalho a partir de novembro, quando iniciam as atividades da Companhia Azul. 
Amanhã encerra o prazo de inscrição para um processo seletivo do curso de Formação de Fiscal de Pátio. Nas próximas semanas, a empresa anunciará outras vagas. 

Passagens aéreas
Ontem, a Azul abriu a venda de passagens a partir de 10 de novembro com preços de R$ 123,90 ou cinco mil pontos no programa de fidelidade da empresa.

A nova operação contará com os jatos Embraer 195, de 118 assentos. A mudança foi necessária já que em Criciúma – onde a companhia opera com modelo ATR de 70 assentos – não é possível pousar ou decolar com jatos

Embraer.  Os clientes que já compraram passagens para voar após 10 de novembro serão reacomodados nas operações da própria Azul a partir de Jaguaruna, mas poderão optar por reembolso integral.

Em sua maioria, segundo Fernando, o público que frequenta o aeroporto é formado por executivos de empresas. O motivo para a vinda de outras empresas é a boa oferta de demanda para os voos.