Na Grande Tubarão, existem mais de 123 mil domicílios.
Na Grande Tubarão, existem mais de 123 mil domicílios.

Karen Novochadlo
Tubarão

Em 2.130 domicílios da região, não há moradores com rendimentos. Este resultado foi apresentado no Censo de 2010, realizado pelo IBGE. Foram consideradas residências que na época da pesquisa tinham uma ou mais pessoas.
Em Tubarão, existem 427 moradias nesta condição. É o maior valor da região. Em segundo lugar, está Laguna, com 456, seguido por Imbituba, com 256. Em Santa Rosa de Lima, não existem casas nesta situação.

Na mesma pesquisa, foi feita uma divisão de renda per capita. Isto é, foi feita a divisão do rendimento mensal domiciliar pelo número de moradores. Não foram considerados os pensionistas, empregados domésticos ou parentes. O valor considerado para o salário mínimo era de R$ 510,00.

Das residências pesquisadas, em 2.184 a renda per capita é de um quarto de salário mínimo (cerca de R$ 127,00). Imbituba e Laguna são os municípios que mais possuem casas nestas condições, com 320 e 480, respectivamente.
A maioria dos domicílios da Grande Tubarão concentra-se na faixa de renda entre meio até dois salários mínimos (R$ 255,00 e R$ 1.020,00). Neste quesito encaixam-se 21.049 moradias de Tubarão.
As faixas de renda mais alta per capita, com mais de cinco salários mínimos (mais de R$ 2.550) estão em moradias em Tubarão (1.729), Laguna (464) e Imbituba (371). Ao todo, na região, são 3.910 domicílios nesta categoria.