Karen Novochadlo
Tubarão
 
Em breve, os habitantes da Região Metropolitana de Tubarão não pagarão mais tarifas de ligações interurbanas para municípios vizinhos. Esses telefonemas passarão a ser cobrados como locais. Ou seja, ligar de Laguna para Jaguaruna, por exemplo, terá o mesmo custo que uma chamada interna. 
 
O conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a revisão do regulamento que trata do serviço de telefonia fixa em áreas locais. O documento amplia o conceito de áreas metropolitanas e de regiões integradas de desenvolvimento. 
 
Para a vice-presidenta da Associação das Donas de Casa e dos Consumidores (Adocon) de Tubarão, Reneuza Borba, esta mudança beneficiará em muito os usuários. “Hoje, o cidadão pensa duas vezes antes de fazer uma ligação para um município vizinho. Essa medida deveria ter sido tomada há muito tempo”, avalia. 
 
Uma outra vantagem é aproximar os colegas e vizinhos. As pessoas poderão conversar com amigos de outros municípios com uma maior frequência. “O telefone é um equipamento essencial nos dias de hoje, como a geladeira e o fogão”, acrescenta Reneuza. 
 
Para a medida valer, ainda é necessário publicar o regulamento. Mas, de acordo com a assessoria da Anatel, não existe uma data. Depois da publicação, as operadoras de telefonia terão até 120 dias para se adequar.
 
Veja os municípios que integram a região metropolitana de Tubarão
Armazém, Braço do Norte, Capivari de Baixo, Grão-Pará, Gravatal, Imaruí, Imbituba, Jaguaruna, Laguna, Orleans, Rio Fortuna, Sangão, Santa Rosa de Lima, São Martinho, Treze de Maio.
 
Quem mais será contemplado?
Os moradores de 39 regiões metropolitanas e de três regiões economicamente integradas do país serão contemplados com a medida da Anatel e deixarão de pagar tarifa interurbana para municípios com mesmo DDD. A mudança beneficiará, direta ou indiretamente, até 68 milhões de pessoas em cerca de 560 municípios de todo o país.