Laguna

A dez dias da data pré-agendada para a entrega das ordens de serviço ao início das obras de pavimentação da SC-100, a futura Interpraias, em Laguna, o resultado da última licitação que envolve o empreendimento ainda não tem resultado. O processo para a escolha da empresa que executará o plano básico ambiental, uma exigência do Instituto Chico Mendes (ICMBio) para a liberação da obra, está na segunda etapa.

Não há confirmação do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) se o processo terminará em tempo hábil. A entrega das ordens de serviço está prevista para a sexta-feira da próxima semana. Duas empresas foram habilitadas ao processo: a Prosul e a MPB Saneamento.

Ontem, o Deinfra publicou o resultado da segunda etapa da licitação: análise da proposta técnica. A Prosul teve a maior nota. A terceira e última etapa está marcada somente para a próxima terça-feira, às 14 horas. Trata-se da abertura dos envelopes com as propostas de preço.

A SC-100 está dividida em dois lotes de obras. O primeiro diz respeito à pavimentação asfáltica dos 15,540 quilômetros entre a balsa, em Laguna, até o Camacho, em Jaguaruna. A Setep, de Criciúma, será a responsável pela execução dos serviços. O investimento será de R$ 20.929.047,40.

O lote será de responsabilidade da A. Mendes, de Gravatal. A missão será pavimentar, com paralelepípedos, os 2,280 quilômetros de acesso ao Farol de Santa Marta. O valor licitado foi de R$ 2.770.115,66. A previsão de término dos serviços em ambos os lotes é de um ano.