Florianópolis

As fortes chuvas que iniciaram na noite da quinta-feira passada em Santa Catarina, e persistiram neste fim de semana, deixaram 10.994 desalojados, 551 desabrigados e 583.170 afetados em 18 municípios catarinenses. As informações foram divulgadas no início da noite de ontem pelo Departamento Estadual de Defesa Civil.
Foram danificadas 5.407 residências. Os serviços de água, energia, comunicação e transporte foram prejudicados. Três municípios decretaram situação de emergência: Brusque, Schroeder e Santo Amaro da Imperatriz.

Em todas o maior problema são os alagamentos, em virtude do acentuado aumento no nível dos rios. No sábado, o futuro secretário estadual da defesa civil, Geraldo Althoff, acompanhado do gerente de prevenção, major Emerson Neri Emerim, estiveram em Rio dos Cedros para verificar a situação do município.
A prefeitura da cidade chegou a decretar estado de calamidade pública na última sexta-feira. A Defesa Civil recomendou que o decreto seja revisto.

Na região, apesar da intensa e constante chuva, não houveram registros graves. Na Serra do Rio da Rastro, em Lauro Müller, onde a chuva ocasionou o fechamento da rodovia SC-438 na semana passada para veículos de passeio, choveu durante todo o fim de semana. A passagem, no entanto, não precisou ser novamente interditada.