Tatiana Stock
Tubarão

Uma ótima maneira de evitar a nova gripe é simples, manter a higiene. A mídia, o governo e os órgãos de saúde divulgam claramente as precauções que se deve ter para evitar a disseminação do vírus H1N1. Mesmo assim, alguns cuidados não são tomados.
É o caso de alguns visitantes do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão. Após as visitas, muitas pessoas abandonam as máscaras descartáveis no chão e nos arredores do hospital.

Além de uma ação errada, afinal, aprende-se desde cedo que o lugar de lixo é na lixeira, o ato pode ir muito além de uma poluição visual.
“Os visitantes potencialmente podem estar contaminados e, se alguém tiver acesso ao material, pode contrair a doença”, alerta a enfermeira Andreza da Silva Oliveira, do setor de vigilância epidemiológica de Laguna.
Não há como controlar a população sobre onde jogar o lixo. “Todo lixo dever ser jogado em local específico, principalmente o hospitalar. O ideal é que seja jogado no lixo infectante, dentro do próprio hospital, e não espalhado em locais públicos”, orienta.

No caso de pessoas que convivem com portadores da nova gripe, Andreza explica como deve ser descartada a máscara. “Em casa, deve-se dobrar a parte de contato com a boca e nariz para dentro e enrolar com o próprio elástico que vai atrás da orelha. Dessa forma não há risco”, indica.