Carolina Carradore
Tubarão

As ligas carnavalescas da Amurel estão na corrida contra o tempo para tentar viabilizar pelo menos desfiles de escolas de sambas e bailes públicos no Carnaval. A pouco mais de um mês para a folia, cidades esperam verba da secretaria estadual de cultura, turismo e lazer que precisa sinalizar ao menos o quanto e quando disponibilizaria para cada município.
Em Laguna, não haverá mais pré-carnaval das escolas. Em Orleans, o desfile das escolas de samba está descartado. Em Jaguaruna, toda a programação depende da verba do governo. E, em Tubarão, nem a banda que animará o baile público foi contratada ainda. Apenas Imbituba acertou todas as atividades carnavalescas.

Atraso no projeto
Os dois projetos que viabilizam o Carnaval de Laguna foram encaminhados ontem à secretaria estadual de turismo, cultura e esporte. O gerente de turismo e esporte da secretaria de desenvolvimento regional em Laguna, Antônio Avelino Onorato, afirma que o projeto de R$ 600 mil, elaborado pela Liga das Escolas de Samba de Laguna (Liesla), está no sistema desde o dia 30 de novembro. Porém, não podia tramitar porque estava incompleto e a entidade estava com a prestações de conta atrasada.

O outro projeto, feito pela Fundação Lagunense de Cultura, está orçado em R$ 2,165 milhões e inclui o desfile das escolas de samba, circuito de trios elétricos, baile público e o Carnaval de praia. O presidente da Liesla, João de Souza Júnior, apesar de descartar o pré-carnaval, garante que o desfile será realizado de qualquer forma. “Pegamos até dinheiro emprestado para colocar as agremiações na avenida”, assegura João.

Reunião
A secretaria estadual de turismo, cultura e esporte informou ontem, através da assessoria de imprensa, que todos os projetos de Carnaval estão na Gerência de Política de Turismo. A reunião do Conselho de Turismo está marcada para o próximo dia 14. A verba para as cidades deve sair entre os dias 10 e 20.

Orleans sem desfile

Para quem esperava o famoso desfile de escolas de samba de Orleans, uma triste notícia: as quatro escolas que compõem a Liga Orleanense de Carnaval (Liorca) não pisarão na avenida este ano. A decisão tomada pela liga ocorreu devido ao atraso da verba do governo.
“Esperamos esse dinheiro até o dia 31 de dezembro. Agora está muito em cima e Orleans depende todos os anos dessa verba. Infelizmente, esse ano não haverá Carnaval”, enfatiza o presidente da Liorca, Udir Luiz Pavei. Caso a verba seja repassada à prefeitura, orçada no projeto em R$150mil, servirá para incrementar os bailes de ruas e os blocos de camisetas.

Carnaval indefinido em Tubarão

Sem recurso financeiro do governo do estado, a Liga Independente das Escolas de Samba de Tubarão ainda não conseguiu definir detalhes para o Carnaval 2010. Considerado referência regional pela festa momesca realizada há quatro anos, a sinalização da secretaria estadual de turismo fecharia a programação. “A verba virá, isso não tenho dúvida. O que precisamos é saber o quanto iremos receber”, afirma o presidente da liga, Miguel Herdy.

Das seis escolas de samba, quatro já garantiram a participação no desfile, ainda sem data definida. Segundo Miguel, 70% do material para o desfile está pronto. Os outros 30% aguardam verba do estado. O baile público também está garantido na arena do samba, em frente à antiga rodoviária. Porém, a contratação da banda também aguarda por recurso. A prefeitura já se disponibilizou para arcar com boa parte das despesas de camarote, arquibancada, iluminação e banheiro químico.

Carnaval regional de bloco é
incerto na praia do Camacho

O projeto de realizar o Carnaval regional com blocos de Tubarão, Orleans, Capivari de Baixo e mais três blocos da casa, na Praia do Camacho, em Jaguaruna, está à espera da verba destinada para o Carnaval catarinense. O pedido colocado no projeto, segundo o presidente da Liga Carnavalesca e Blocos da Praia do Camacho, José Moacir de Almeida, o Kiko, é de R$ 380 mil. Até o momento, ele garante o tradicional evento Miss Cumucho, realizado pelo bar Ressacas, e o Carnaval patrocinado pelo Kaiobanas. “Para o Carnaval de shows, já definidos a Bandativa para animação, mas ainda não está garantido, pois dependemos da verba”, ressalta José Moacir.

Festa garantida em Imbituba

O secretário de turismo da prefeitura de Imbituba, Clésio Costa, garante todas as atividades previstas para o Carnaval, com ou sem verba do governo. A prefeitura bancará as despesas e a licitação foi encaminhada ontem. Haverá baile municipal no Clube Atlético, Carnaval de rua no centro da cidade, desfile de blocos e Carnaval de praia.