Tubarão

A legislação eleitoral define que os partidos políticos devem enviar à justiça, em abril e outubro, as listas com os nomes dos seus respectivos filiados. O envio dos dados é importante não apenas para saber quais são as siglas com o maior número de integrantes, como também saber quem poderá concorrer nas eleições. Isso porque para concorrer é preciso, até um ano antes do pleito, estar filiado a um partido político.

A parcial de outubro está em fase final de processamento. O Tribunal Regional Eleitoral deve divulgar os números nesta sexta-feira. Quem acessar hoje o site do tribunal obterá dados de agosto. Neste ano, foram realizadas diversas atualizações, algumas até mensais. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, isso ocorre porque as desfiliações feitas nos cartórios eleitorais entram para as estatísticas automaticamente, por isso a atualização mensal.

Enquanto os números consolidados não são divulgados pelo TRE, o PMDB pode comemorar o primeiro lugar: tem 2.826 filiados. Em relação à parcial de abril, o partido perdeu alguns filiados, antes aparecia com 2.870. O PP continua em segundo lugar, com 2.522; em terceiro, está o Democratas, com 2.278; em quarto, estão os tucanos, eles tiveram um aumento de 38 militantes: em abril, eram 1.650 e, agora, são 1.688. Na lanterna, continua o Partido do Movimento Nacional (PMN), com três filiados.