Foto:Divulgação/Notisul
Foto:Divulgação/Notisul

Tubarão

O professor da Unisul Felipe Felisbino (foto) iniciará uma nova trajetória em sua carreira na próxima terça-feira. Ele, que atualmente é vereador em Tubarão pelo PSD, assumirá o cargo de coordenador-geral de educação do Ministério da Educação (MEC).

Conforme Felisbino, a missão será grande nos próximos meses, os trabalhos serão intensos. “Neste início trataremos de temáticas urgentes e emergentes. Temos a base nacional de educação para aprovar. A missão é a reestruturação do ensino médio”, destaca.

Felipe salienta que a missão será colocada em prática já em 2017. Até 2018, as 151 mil unidades escolares públicas, 39 mil instituições de ensino particulares, mais de 2,5 milhões de professores e 51 milhões de alunos estarão inseridos na reestruturação. “Serei o profissional que terá a função de interlocutor. Vou orientar os professores de norte ao sul”, explica.

De acordo com o vice-prefeito eleito da Cidade Azul, Caio Tokarski, a escolha de Felipe foi um grande reconhecimento. “A chegada dele em Brasília é importante para a Unisul, Tubarão, região e estado”, afirmou.

Segundo o prefeito eleito de Tubarão, Joares Ponticelli, a cidade ganhou um embaixador de um importante ministério. “É uma oportunidade ímpar e tenho certeza que o Felipe realizará um excelente trabalho. O Ministério da Educação é um dos que recebe as maiores fatias para investimento e com a habilidade dele não há dúvidas de que a educação terá ótimos projetos”, assegura. Felisbino chega ao MEC por meio de uma indicação feita pelo deputado federal Marco Tebaldi (PSDB). O convite inicial ocorreu em 13 de maio.