Amanda Menger
Tubarão

A família Camargo, de Tubarão, dedica boa parte do seu tempo e dinheiro para cuidar de cães que foram abandonados na vizinhança. O trabalho começou há sete anos, quando as filhas do casal, Ivânia e Luciano, queriam um animal de estimação. “As meninas queriam um cachorrinho e compramos um pintcher”, lembra Ivânia. Seis meses depois, um outro pintcher foi encontrado abandonado perto de casa. “Meu marido viu e resolvemos cuidar dele. Depois veio outro, e mais outro”, conta.

Atualmente, eles cuidam de muitos cães – o número exato não foi revelado. “Posso dizer que todos são muito queridos e bem cuidados”, garante Ivânia. Como a família cresceu com o passar do tempo, eles mudaram-se várias vezes. Nem sempre os vizinhos gostaram da idéia de ter muitos cães por perto. “Tem gente que reclama, mas não seria pior se estes animais estivessem soltos pelas ruas?”, questiona Ivânia.

Para dar conta de um verdadeiro batalhão de caninos, o casal conta com algumas doações. “Um senhor doa todos os meses um saco grande de ração e um funcionário de uma cooperativa doa um saco de 60 quilos de arroz para cães. Temos ainda doações esporádicas, mas precisamos fazer sacrifícios para dar conta de tudo”, avalia.

Muitos cachorros foram levados pelos antigos donos. “Alguns chegavam a forçar a situação, diziam que, se não ficássemos com os bichos, iriam matá-los”, relata. Além disso, outros proprietários ficaram assustados com a responsabilidade de cuidar de um animal. “Compram porque é bonitinho. Esquecem que precisam de comida, de água, de vacinas e que são seres vivos”, desabafa. Vários cachorros de raça foram literalmente ‘jogados’ no pátio da família.