Cartão postal, já premiado, poderá ter cortada a iluminação em plena alta temporada  -  Foto:Fotos: Elvis Palma/Divulgação/Notisul
Cartão postal, já premiado, poderá ter cortada a iluminação em plena alta temporada - Foto:Fotos: Elvis Palma/Divulgação/Notisul

Silvana Lucas
Laguna

Um dos cartões postais do sul catarinense, que já foi premiado pela imponência de sua iluminação, poderá em breve ficar às escuras. Esta situação ocorrerá caso a conta de luz da Ponte Anita Garibaldi, em Laguna, não seja quitada até o início do próximo ano.

A decisão de permanecer ou não acessas as torres da estrutura estão na mão da justiça, que no último parecer, anunciado em setembro, direcionou a responsabilidades da manutenção e custos ao poder público local. Decisão que o executivo municipal alega não ter condições de arcar e considera ser de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).

“Estamos fazendo levantamento dos débitos, verificando o histórico de consumo, que deve ser anexados em uma única fatura para enviarmos até o fim desta semana a prefeitura de Laguna. Se até a primeira semana de janeiro não houver um posicionamento do município a ponte poderá ter o fornecimento de luz cortado”, declara o gerente comercial da Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) de Tubarão, Ivécio Pedro Felisbino Filho. 

Desde a inauguração, em 15 de julho, a estrutura permanece iluminada todas as noites. Tempo acumulado em um déficit que já passa de R$ 50 mil. 

O procurador geral de Laguna, Leonardo Schiefler Bento, informou que a prefeitura aguarda a decisão do Ministério Público e que este defina a quem realmente pertence a conta. “A prefeitura não tem como bancar e não lhe pertence esta condição”, reforça.

A obra de iluminação
Com um investimento de R$ 3,3 milhões, o projeto de iluminação contemplou as pistas de rolamento, com previstos postes metálicos e luminárias de tecnologia led de alto rendimento e consumo reduzido. O sistema permite maior eficiência energética e economia. Além da iluminação das pistas, há luminárias especiais no trecho estaiado da ponte, com iluminação decorativa nas torres de sustentação e estais. Canhões dão efeitos e cores às estruturas. O consórcio Sadenco e Quantum foi o responsável pela obra. 

Especificações 
A iluminação das pistas é realizada por 182 postes com 12 metros de altura livres, equipados com luminárias a led. A parte arquitetônica dos estais e das torres, é composta por 76 projetores RGB, divididos em dois modelos. A troca de cores é realizada com um controlador de sinal, com direcionamento via USC, cabo e cartão de memória. Sistema que permite comutação de cenários via infra-vermelho, via sensor de contato manual, via calendário, com opções para mudanças de acordo com o nascer e pôr do sol. Além de 250 possibilidades de cenários. 

Premiação 
A iluminação da Ponte Anita Garibaldi foi premiada em duas categorias, especial e urbana, no 7º Prêmio Abiluz Projetos de Iluminação, ocorrido em outubro. Realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Iluminação em parceria com a Associação Brasileira de Arquitetos de Iluminação (Asbai), Serviço Nacional da Indústria (Senai- São Paulo), na edição deste ano. Concurso no qual participaram 44 projetos.