Priscila Alano
Tubarão

A esperada reforma na escola Hercílio Luz, em Tubarão, começou. E de certa forma frustrou a expectativa de professores, alunos e pais. Apenas o prédio antigo, que futuramente será transformado em um centro cultural, recebe melhorias. As obras de construção da nova sede da instituição ainda não começaram e não há prazo para isso.

Primeira unidade de ensino público de Tubarão – fundada em 1920 – a escola Hercílio Luz já foi referência na região. No passado já chegou a oferecer até o ensino médio. Hoje, devido às condições precárias, abriga aproximadamente 200 alunos do ensino fundamental. “Precisamos urgente da construção da nova sede”, reforça a administradora da instituição, Maria Helena Costa Dutra.

O prédio é cheio de problemas: o reboco das paredes começou a cair, há infiltrações, goteiras e as salas não estão adaptadas para receber os estudantes com necessidades especiais. A reforma e ampliação da unidade de ensino é reivindicada há mais de dez anos.

O secretário de desenvolvimento regional em Tubarão, Haroldo Silva (PSDB), o Dura, não tem informações de quando a construção do novo prédio começará. O investimento para a obra é estimado em R$ 2 milhões. Pelo projeto, a parte nova terá dois pavimentos. Embaixo serão construídas as salas de aula. No piso superior haverá uma quadra coberta. O projeto contempla ainda um anexo com cozinha e refeitório e uma quadra aberta.