Rafael Andrade
Tubarão

Para garantir ações de sustentabilidade e desenvolvimento econômico para o próximo ano, lideranças municipais de Tubarão, Criciúma e Araranguá reuniram-se nesta sexta-feira, na Associação Empresarial de Tubarão (Acit), com os deputados estaduais, secretários regionais e demais políticos do sul do estado.

Quatro deputados estaduais participaram: Décio Góes (PT), Genésio Goulart (PMDB), Joares Ponticelli, (PP) e Valmir Comin (PP). Os secretários de desenvolvimento regional em Tubarão, Jairo Cascaes (DEM), Braço do Norte, Gelson Padilha (PSDB), Laguna, Mauro Candemil (PMDB), e em Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt (PMDB), também marcaram presença. O deputado federal Edinho Bez e o secretário estadual Ronaldo Benedet (segurança pública) participaram.

O orçamento estadual para 2010 gira em torno de R$ 13,5 bilhões e será discutido no plenário da assembleia na próxima terça-feira, às 17h30min. Os parlamentares do sul apresentaram os principais projetos, porém, nem todos serão viabilizados no próximo ano.

Um documento que aponta os investimentos em todos os municípios da Amurel, Amrec e Amesc foi apresentado no encontro. Nele, alguns valores são considerados negativos. Pedras Grandes, por exemplo, ligada à SDR em Tubarão, está perto de conseguir recursos na ordem de R$ 15 mil para a pavimentação da rodovia que liga o município a Orleans. Outros valores foram apontados, a maioria investimentos em infraestrutura. “Esse tipo de reunião é essencial para obtermos melhorias nesta questão”, analisa o presidente da Acit, Eduardo Silvério Nunes.

Segundo o deputado Décio Góes, dinheiro tem, mas é preciso fazer funcionar. “Já foi o tempo de desenvolvimento bairrista, quando Tubarão, Criciúma e Araranguá lutavam por si. É preciso mais união e que a mesma alavanca seja puxada pelos municípios de todo o sul”, avalia Décio.

Potencialidades turísticas do sul
No encontro desta sexta-feira, o turismo foi muito debatido por profissionais da Indústria de Governança Encantos do Sul. O presidente da entidade, Murilo Bortoluzzi, destaca a importância do tema. “Aqui no sul, a geografia fala por si. São pontos maravilhosos, que precisam ser mais bem explorados”, avalia Bortoluzzi.

A Encantos do Sul abrange o turismo de Paulo Lopes a Forquilhinha. O prefeito de Imbituba, Beto Martins, salientou o incremento na economia local se alguns projetos saírem do papel. “O monumento de Santa Paulina, em Imbituba, com 45 metros de altura, será o maior da América Latina. Este é um dos passos que podemos dar e receber com dividendos positivos em médio prazo”, avalia Beto. O projeto é orçado em R$ 1,5 milhão.

Segundo Bortoluzzi, além do turismo religioso, o turismo termal, de praias, rural e de observação de baleias é destaque da região. ”O turismo, talvez, possa ser uma solução econômica para muitos dos municípios do sul saírem da crise e alcançarem novos rumos”, completa Bortoluzzi.