Vitrines coloridas e investimento na qualidade do atendimento são as apostas para fisgar o cliente no Natal.
Vitrines coloridas e investimento na qualidade do atendimento são as apostas para fisgar o cliente no Natal.

Zahyra Mattar
Tubarão

Mais uma vez, Tubarão deverá caminhar no inverso do estado e do país em um dos setores econômicos mais fortes da cidade: o comércio. O índice de contratações temporárias deverá ser um pouco menor, mas nem por isso o ramo de atividade fechará 2009 no vermelho. Pelo contrário. O setor está otimista e as vendas deste mês, em virtude dos Dia das Crianças, deram outro ritmo e ânimo aos lojistas.

Dois fatores que fizeram os comerciantes amargarem a falta dos clientes, a chuva e a nova gripe, serviram também para que o consumidor organizasse o seu bolso. Daí a estimativa de um Natal um pouco mais gordo. A expectativa de incremento nas vendas é de 6%. “Prefiro trabalhar com este número um pouco mais pessimista. No estado, a federação estima crescimento de 7%”, compara o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Tubarão, Walmor Jung Júnior.

Ainda com a retração de 5% nas vendas em setembro, no comparativo com agosto deste ano, é prevista uma retomada no próximo mês e em dezembro. “Quem foi diretamente atingido pela chuva não foi às compras porque teve outros gastos. Quem não registrou prejuízo aproveitou o período para organizar as finanças”, avalia Walmor.

Por outro lado, se existe o ponto negativo de que as contratações serão um pouco menor no setor, este ano, Walmor lembra que o setor comerciante de Tubarão fechará 2009 como um dos campeões em empregabilidade. “Até dezembro, vamos contabilizar pelo menos mais 400 vagas de emprego. Boa parte referente à instalação do supermercado Nacional e da Havan”, destaca.

Recuperação do crédito é alta em Tubarão

Os bons ventos para o comércio de Tubarão também são reflexo de outro indicar do setor: a recuperação do crédito. Setembro superou a expectativa. “Em Tubarão, a cada 100 consumidores no vermelho, 80 procuraram renegociar a sua dívida em setembro”, comemora o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Tubarão, Walmor Jung Júnior.

O índice alcançado na Cidade Azul superou a média do estado, onde o SPC revelou a recuperação do crédito, em setembro, de aproximadamente 69% do total. Tanto no estado quanto em Tubarão, setembro foi o terceiro mês seguido de reabilitação do crédito.

“A proximidade do Natal faz com que muitas pessoas procurem saldar os seus débitos no comércio. Em contrapartida, o perfil de quem deve é, na maioria, aquele que emprestou o nome para um terceiro comprar. Este número ainda é grande e vamos trabalhar melhor esta questão”, ponta Walmor.