Karen Novochadlo
Tubarão

Com a aproximação do Natal, as lojas já se preparam para o aumento das vendas no fim de ano. O comércio tubaronense deve contratar 30% a mais em relação ao quadro atual. A previsão é do presidente do Sindicato dos Lojistas (Sindilojas) de Tubarão, José Batista Masieiro.

Em contrapartida, o responsável pelo Sistema Nacional de Empregos (Sine) na cidade, Mário César de Carvalho, acredita que os lojistas precisam se apressar, caso contrário faltará mão-de-obra.

A maioria das contratações para a temporada de Natal ocorre em novembro e dezembro, mas alguns lojistas já começam a procurar os novos funcionários em outubro. Apesar de as vagas temporárias ainda não terem sido abertas no Sine, a oferta de trabalho para atendentes e balconistas está em alta.

O Sine tem encontrado dificuldade para preencher as vagas em aberto. “Falta mão-de-obra qualificada e com experiência para o trabalho. Alguns trabalhadores que se encaixam no perfil não aceitam a remuneração oferecida”, justifica Mário César. Para algumas lojas, que funcionam com horário diferenciado, o apuro é maior. O responsável pelo Sine acredita que alguns comerciantes terão de aumentar o salário para conquistar novos colaboradores.

A gerente da loja Toque de Pele, Lourdes Maria Cascaes, concorda com a dificuldade de encontrar novos colaboradores. Lourdes renovou a equipe em outubro e não foi fácil achar pessoas com experiência.

Para o comércio, que funciona em horário especial em dezembro, a contratação de novos funcionários é imprescindível. “Além do aumento no movimento, temos o revezamento dos funcionários e é necessário cuidar para que não tenham uma jornada alta de trabalho”, afirma José Batista.
O perfil do comerciário exige experiência de atendimento, pelo menos o ensino fundamental completo e boa apresentação.

Litoral também abrirá vagas no verão

Sol, praia, maresia. Para alguns, estas palavras podem significar férias. Já outras pessoas pensam em oportunidade. Com a chegada do verão, nas cidades litorâneas, surgem as vagas temporárias. Só em Imbituba, a prefeitura abrirá licitação para o comércio de 150 ambulantes.

Hotéis, pousadas e restaurantes são os locais que mais procuram. Geralmente, para garçom, camareira, cozinheira e auxiliar de cozinha. Dados do Sine de Imbituba revelam que, no verão, a procura cresce 45%. A tendência, na época de turismo, é abrir entre 150 e 200 vagas.
Para os interessados em trabalhar como ambulantes, a prefeitura de Imbituba abrirá o edital no fim deste mês.

Bons funcionários serão contratados

Um trabalho temporário pode significar uma boa oportunidade para muitos. A atendente Jaqueline da Silva Rodrigues (foto) começou a trabalhar, há cinco dias, na loja Toque de Pele. Ela faz parte da equipe de funcionários contratados para reforçar as vendas no período de Natal. Se depender da gerente Lourdes Maria Cascaes, todas as novas comerciarias serão efetivadas.

A loja começou a montar a equipe de vendas este mês. A ideia é manter as contratações para todo o ano. “Se você contratou uma boa vendedora, não irá demitir porque terminou a época de festas”, continua explica a gerente.

O presidente do Sindilojas, José Batista Masieiro, concorda: “Normalmente, quando a pessoa mostra-se bem competente, ela entra para o quadro de funcionário”.
Lourdes Maria fornece treinamento e não quer funcionárias despreparadas para a época de Natal. Para ela, o segredo de uma boa vendedora é ter força de vontade e paciência. “Venda é sabedoria”, ensina.
Se depender de Jaqueline, ela irá rapidamente alcançar as metas da loja. “Boa vendedora tem de ter simpatia, paciência, sabe ouvir”, aconselha.