Karen Novochadlo
Tubarão

O saldo de empregos em setembro foi positivo para Tubarão, principalmente para os setores de comércio e indústria de transformação. No total, 1.740 trabalhadores foram admitidos e 1.515 demitidos. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

A loja Berlanda está entre os estabelecimentos que auxiliaram a manter o saldo positivo. O gerente Toni Savi Monde Pereira (foto) conta que dois funcionários foram admitidos no mês passado e mais duas contratações serão feitas para a temporada de Natal. Uma delas será permanente. “As pessoas estão comprando mais e a confiança da população aumentou”, analisa.

Para o secretário de indústria e comércio da prefeitura, Estener Soratto da Silva Junior, os números são excelentes. “Sempre que a indústria contrata, ficamos felizes. Se a expectativa de vendas está alta, significa que o mercado pede por mais serviços e mão-de-obra”, declara Soratto. O secretário espera superar de 10% a 20% a quantidade de novas vagas em 2010, em relação ao ano passado.
Já o saldo de contratações para o setor de serviços foi negativo. Para o secretário, não é um fator preocupante, porque a indústria está em expansão. No ano, foram abertas 2.079 vagas.

No país

O Brasil gerou 246.875 empregos formais em setembro. O resultado, contudo, foi menor do que o do mesmo mês de 2009, quando houve um saldo de 252.617 na geração de empregos. O setor que teve o maior crescimento no mês passado foi o de serviços. No acumulado do ano, são 2,2 milhões de novas vagas.

Em Imbituba, o saldo de 2010 foi positivo

No município de Imbituba, foram abertas 49 vagas em setembro. Os setores que mais cresceram foram indústria, comércio e serviços. A expectativa é que, para o verão, este número suba. A secretária de desenvolvimento social, trabalho e habitação da prefeitura, Valéria Correa Rodrigues, negocia uma parceria com o Senai para oferecer cursos de garçom e camareira. Imbituba foi também beneficiada com a instalação de novas indústrias.

Novas vagas são abertas em Laguna

Em Laguna, o saldo também foi positivo em setembro, com 296 admissões e 241 demissões. Os setores que mais se destacaram foram serviços e indústria. O secretário de desenvolvimento econômico e social da prefeitura, Natanael Wisintainer, destaca que novas indústrias instalaram-se no município, no ramo da pesca e do vestuário, e elevaram o saldo.

A construção civil não teve um bom desempenho, com um total de -3 vagas. O secretário argumenta que as demissões foram motivadas pelas chuvas do mês passado. Com a temporada de verão, a expectativa é que o saldo, nesta área, aumente, assim como as contratações no comércio.

Comerciários deverão receber o piso estadual em Tubarão

Seis estabelecimentos comerciais de Tubarão terão que pagar o piso estadual de salários (R$ 647,00), conforme decisão do Tribunal Regional do Trabalho. O recurso julgado na 2ª Vara do Trabalho de Tubarão havia sido indeferido.
Os trabalhadores das lojas que não praticavam o piso deverão receber as diferenças salariais desde 1º de janeiro de 2010, com os devidos reajustes.

De acordo com o Sindicato dos Comerciários, a vigência da Convenção Coletiva de Trabalho, que previa o pagamento de piso salarial, expirou em 31 de outubro de 2009. Já em 1º de janeiro de 2010 passou a ter vigência a Lei Complementar Estadual nº 459/2009, que dispõe sobre a aplicação do piso aos trabalhadores do comércio.

Segundo o relator da ação no Tribunal Regional do Trabalho, é implícito nas Leis Complementares que o piso salarial estadual só não deverá prevalecer quando os pisos salariais definidos em acordos ou convenções coletivos forem de valor maior. Do contrário, diz, prevalece o piso estadual.