Carolina Carradore
Tubarão

Contas bancárias ‘gordas’, carros como New Beetle e Mercedes, residenciais e até ‘dinheiro no colchão’. Esses são alguns dos patrimônios declarados pelos candidatos a deputados federal e estadual da região. Mas nem todos têm uma renda alta e há quem declarou não ter absolutamente nada em seu nome.

O candidato com maior patrimônio é o deputado federal Edinho Bez (PMDB), que tenta a reeleição. Para o TRE, Edinho, que integra a coligação DEM/PMDB/PSDB, declarou o montante de R$ 3.337,91 milhões, discriminados em 30 itens na declaração de bens. O valor maior fica por conta de uma conta bancária de R$ 974 mil. O candidato divulgou 15 imóveis em seu nome, entre eles 50% de um terreno em Termas do Gravatal, avaliado em R$ 600 mil.

O candidato a deputado federal Vânio dos Santos (PT), também de Gravatal, aparece na segunda colocação da lista, com um patrimônio de R$ 1.420, 722 milhão. A maior parte dos bens está distribuída em sete imóveis, entre apartamentos e casas, além de fundo de ações de R$ 406.476,00. Atualmente, Vânio é deputado estadual.

Com um saldo de R$ 1.332,356 milhão, o advogado José Nei Ascari (DEM) aparece em terceiro lugar entre os que declararam ter um valor alto de bens. Com a base eleitoral em Braço do Norte, o ex-prefeito de Grão-Pará afirmou ter uma aplicação de renda fixa de R$ 472.833,68, uma casa em Braço do Norte avaliada em R$ 228 mil, além de outros bens. Ascari concorre a uma vaga na assembleia legislativa.

PSDB
O prefeito de Imbituba, Beto Martins, deixou ontem a presidência estadual do PSDB. O governador Leonel Pavan reassumiu o cargo. Beto será o coordenador da campanha da tríplice pelos tucanos. Pavan e Dalirio Beber foram indicados representantes do PSDB no Conselho Político da tríplice aliança.

Candidatos franciscanos

Enquanto uns apontam ter patrimônios milionários, outros afirmam não ter absolutamente nada. É o caso do vereador pedestista Edson Firmino, de Tubarão. Na lista do TRE, Firmino consta como ‘nenhum bem declarado’. Quando concorreu a uma vaga à câmara de vereadores de Tubarão em 2008, ele divulgou a mesma situação.

“Vou fazer uma campanha franciscana”, afirma. Os candidatos à assembleia legislativa Manoel Moura (PDT), de Jaguaruna, Cleosmar Fernandes (PR), de Laguna, Araildo Domingos Liberato, o PG (PDT), de Capivari de Baixo, também não declararam nada. Já o candidato a deputado federal Ademir Milo Mota da Silva (PT) e a deputado estadual Olavio Falchetti (PT), não constam na lista.

Situação tranquila

A deputada estadual Ada De Luca (PMDB), que disputa a reeleição, está em quarto lugar entre os candidatos mais ricos da região. Com a base eleitoral em Laguna, ela declarou ao TRE um patrimônio de R$ 730.978,71. Entre os bens, estão apartamentos, joias, carros e R$ 60 mil em dinheiro.

Em seguida, vem o ex-prefeito de Tubarão, Carlos José Stüpp (PSDB). Candidato a deputado estadual, as suas finanças somam R$ 714.425,00. O bem de maior valor é o Condomínio Residencial Tamborete, avaliado em R$ 211.632,00 e um veículo New Beetle, orçado em R$ 57.150,00. O presidente estadual do PP, Joares Ponticelli, também está entre os candidatos com maior número de cifras.

Ele declarou um patrimônio calculado em R$ 584.485,00. O bem de maior valor do candidato à reeleição a deputado estadual é um apartamento no centro de Tubarão, avaliado em R$ 155 mil. Entre os bens de Ponticelli, está uma caminhonete, um apartamento em Florianópolis e uma área rural em Santa Rosa de Lima.

Vote pelo sul

O movimento pelo voto regional, que este ano une ainda mais a região, reforçando pleitos do sul, foi tema de reunião ontem na Acit. Lideranças e entidades da região participaram da reunião e deram apoio unânime à campanha. Os presidentes da Acit, Eduardo Silvério Nunes, e da CDL, Eliane Fernandes, reforçaram os objetivos do movimento, que busca fortalecer a representatividade política da região. Uma outra reunião será realizada na próxima semana, em local a ser definido, entre as associações empresariais e CDLs de Garopaba a Passo de Torres, onde serão elencadas as principais prioridades do sul.

Algumas já foram pontuadas na reunião de ontem, como o Aeroporto Regional Sul e a BR-101, os Portos de Imbituba e Laguna, a Arena Multiuso de Tubarão e o anel viário de Criciúma. Também foi mencionada a necessidade de conscientização maior pela valorização do voto, um dos pontos da campanha Voz Única, liderada pela Federação das Associações Empresariais de SC (Facisc), que unifica os pleitos em todo o estado.

Patrimônio

Candidatos a deputado estadual
Ada De Luca (PMDB)R$ 730.978,71 mil
Alexandre Moraes (PMDB) R$ 109 mil
André Igreja (PDT) R$ 7 mil
Araildo Domingos Liberato, o PG (PDT)Nenhum bem declarado
Arlei da Silva (PPS)R$ 80 mil
Carlos José Stupp (PSDB)R$ 714. 425 mil
Cleosmar Fernandes (PR) Nenhum bem declarado
Douglas Antunes (PCS) R$ 9 mil
Joares Ponticelli (PP) R$ 584.485,75 mil
José Nei Ascari (DEM)R$ 1 .332.356 milhão
Manoel Moura (PDT)Nenhum bem declarado
Candidatos a deputado federal
Edinho Bez (PMDB) R$ 3.337,918 milhões
Edson Firmino (PDT)Nenhum bem declarado
Gilsara Dias Hansen (PTB) R$ 15 mil
Vânio dos Santos (PT) R$ 1.420, 722 milhão