Amanda Menger
Tubarão

O cenário eleitoral de Tubarão está praticamente definido, faltam apenas pequenos detalhes relativos às composições na proporcional. O PDT anunciou ontem, na convenção, a aliança com o PSDB e o PP. Fazem parte da majoritária o PTB, PPS, PR, PV e PHS. (Confira abaixo a lista de pré-candidatos a vereador pelo PDT).

“Apostamos em um projeto que é ao mesmo tempo continuidade e inovação. Convivo já há algum tempo com Manoel Bertoncini (PSDB) e Felippe Luiz Collaço, o Pepê (PP), e admiro o trabalho deles e as suas idéias. Construímos esta coligação com o tempo, estamos há quase três meses conversando”, relata o presidente do partido, vereador Ronério Cardoso. Ele aproveitou para rebater as críticas sobre a divisão do PDT. “Ao contrário do que estão dizendo, não estamos divididos. A articulação para decidir a coligação foi feita pelo diretório, o que mostra como estamos unidos, houve consenso”, enfatiza.

Assim como nas outras convenções que homologaram o apoio a PSDB e PP, os dois indicados, Bertoncini e Pepê, também participaram da reunião do PDT. Desta vez, teve um diferencial, os dois foram acompanhados pelos presidentes de outros partidos que compõem a coligação. “Este grupo que nos apóia tem representatividade e qualidade. Tenho certeza que poderemos fazer um bom trabalho, em todas as áreas”, assegura Bertoncini.

O PDT lançou uma nominata com seis nomes. “A nossa expectativa é fazer de dois a três vagas. Acreditamos que isso é possível com este bloco de partidos pequenos”, acredita o vereador Edson Firmino. A proporcional será formada por quatro partidos: PDT, PTB, PR e PPS. Já PHS e PV, irão coligar-se com PSDB e PP. “Só não sabemos ainda como serão as composições. Vamos decidir nos próximos dias”, revela o coordenador da campanha do PSDB, Evaldo Tonelli.