Amanda Menger
Tubarão

A dança das cadeiras políticas deve ter início ‘oficial’ hoje. O prazo para os pré-candidatos deixarem os seus cargos para concorrer, efetivamente, nas eleições deste ano, em outubro, termina no dia 5 de abril (sábado da próxima semana) para a maioria dos servidores públicos – caso de secretários e gerentes regionais, por exemplo. Ao que tudo indica, os partidos que têm membros em cargos públicos em Tubarão – caso de PSDB, PMDB, D25 e PP – deverão reunir-se esta semana para indicar os substitutos.
Isto deverá ocasionar uma grande mudança nos nomes de secretários municipais e gerentes regionais.

Na prefeitura, quatro secretários deverão licenciar-se ou pedir exoneração: o secretário de desenvolvimento urbano, agricultura e serviços públicos, Nilton de Campos (PSDB); o secretário de segurança e trânsito, João Batista de Andrade (PSDB); o secretário de educação, José Santos Nunes (PP); e o secretário de cultura, esporte e turismo, Felipe Felisbino (D25). Além dos diretores de departamento, de escolas públicas e assessores, como é o caso do responsável pela Cosip, Haroldo Silva, o Dura (PSDB).

Os substitutos devem ser anunciados pelo prefeito Carlos Stüpp (PSDB). “Há muitas especulações que podem ou não ser confirmadas. Uma delas é a sugestão do diretor da Guarda Municipal, Adolfo Pinter, para assumir a secretaria de segurança e trânsito”, revela o atual secretário da pasta, João Batista de Andrade. Em relação, ao sucessor de Nilton de Campos, a decisão deverá ser divulgada hoje. “Tenho uma reunião com o prefeito e vamos conversar mais de perto sobre este assunto”, adianta o secretário.

O Partido Progressista tem esperanças de que a secretaria de educação fique com alguém da sigla. “Vamos pedir que seja mantido conosco. Se isso se confirmar, aí a executiva do diretório se reunirá para discutir e indicar um nome”, relata o presidente municipal do partido, Benito Botega.

O secretário de governo, Crézio Antunes (PSDB) – que já foi adjunto de educação – garante que continuará neste cargo. “Segundo o prefeito, fico como secretário de governo até o fim do mandato. Esta semana será decisiva”, afirma.