Imaruí

Um protesto de moradores e comunidade escolar de 14 instituições municipais de ensino de Imaruí chamou a atenção. Pais e professores caminharam até a secretaria de educação da prefeitura para reivindicar o não fechamento de escolas (foto).

O prefeito Amarildo Matos de Souza (PMDB) confirmou nesta semana que fechará, já no segundo semestre deste ano, 14 escolas do município. O motivo, segundo ele, é a falta de verba para manter tantas instituições abertas.

A medida irá gerar, ainda, a exoneração de aproximadamente 70 professores. Atualmente, cerca de 1,4 mil alunos estão distribuídos em 19 escolas municipais. A relação é de um professor para cada seis alunos.

Com a nucleação, um ato previsto no artigo 25 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, serão apenas cinco. A demissão de professores que atuam em caráter temporário (ACTs) também será inevitável.