Zahyra Mattar
Tubarão

 

O que faltava para solucionar a questão relacionada à gestão da água em Tubarão foi feito. A prefeitura publicou nesta sexta-feira o edital de concessão do sistema, hoje administrado por meio de contrato emergencial com a Enops.

O documento já contempla as adequações que foram analisadas pelos técnicos da prefeitura e do Tribunal de Contas do Estado (TCE) nos últimos três anos. "Terminamos uma etapa agora entramos em outra. Apesar da concorrência estar na praça, temos que aguardar a nova análise do TCE. Eles podem verificar que há necessidade de mais alterações. Mas é momento de otimismo e comemoração. Já estivemos muito, mas muito, mais longe", valoriza o superintendente da Agência Reguladora das Águas de Tubarão (AGR), Afonso Furghestti.

O novo edital mantém a mesma essência do publicado em 2008, inclusive com o mesmo tipo de licitação (análise técnica e de preço). O valor também é o mesmo: a vencedora terá seis anos para investir uma cifra superior a R$ 100 milhões em abastecimento de água e implantação da rede e da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

A abertura dos envelopes referentes à habilitação técnicas das interessadas está marcada para o dia 3 de fevereiro do próximo ano, às 15 horas, na secretaria de meios e suprimentos. Na tentativa de licitação de 2008, cerca de dez empresas interessaram-se em participar da concorrência.