Matheus abre as compras que chegaram nesta sexta-feira. Ele já comprou mais de 180 DVDs pela internet.
Matheus abre as compras que chegaram nesta sexta-feira. Ele já comprou mais de 180 DVDs pela internet.

Karen Novochadlo
Tubarão

O gerente de contas Matheus Araújo Botelho, 29 anos, adquire praticamente tudo pela internet. “O tênis e a camiseta que estou usando comprei online”, revela. Computador, DVDs (ele tem uma coleção com mais de 180 itens), perfumes, jogos… tudo adquirido via rede. Para ele, não existem fronteiras para comprar. “Já comprei um jogo de site de Portugal”, revela. Os presentes de Natal para a namorada e os pais deverão vir do mesmo destino.

As vendas de bens de consumo pela internet devem aumentar em 40%, até 24 de dezembro em relação ao ano passado, em todo Brasil. Os dados são da empresa de monitoramento de comércio eletrônico e-bit. O faturamento das empresas do setor no período citado deve somar R$ 2,2 bilhões.
Os livros, produtos eletrônicos, informática e eletrodomésticos serão os principais itens que alavancam as vendas. Para o público feminino, os produtos de beleza são os mais pedidos.

O proprietário da loja virtual Motoban (http://www.motoban.com.br/loja/), Gentil Araújo Junior, acredita que o comércio de seus produtos, destinados ao moto turismo, deverá aumentar em 17% em dezembro, em relação a este mês. O aumento é virtude da época das férias. Gentil tem quatro sites de e-commerce e deve inaugurar o quinto neste fim de semana.

Apesar de o escritório da loja, em Tubarão, ter apenas 37 metros quadrados, o site vende uma média de 3,5 mil produtos para todo o Brasil, além de Portugal, Espanha, Inglaterra, Chile e Argentina.

Lojas virtuais
A vantagem de uma loja virtual é funcionar 24 horas por dia e sete dias por semana. Para o proprietário de um e-commerce Motoban Gentil Araújo Junior, que possui um cadastro de mais de 30 mil clientes, o segredo é pontualidade, honestidade e pronto atendimento.

Uma loja virtual, para ter sucesso, precisa ter um estoque com os produtos que vende e atender rapidamente seus clientes. Ninguém gosta de prazos longos de entrega.

Contudo, o comércio eletrônico também passa por oscilações. “O interessante de vender pela internet é que o que ocorre no Brasil reflete nas vendas. Na época da Copa do Mundo, por exemplo, minhas vendas caíram em 47%”, compara.

10 passos l compra segura pela internet

♦ Compre em lojas conhecidas ou indicadas por amigos.
♦ Pesquise sobre a loja em órgãos de defesa do consumidor e em sites de avaliação e comparação de preços.
♦ Faça contato telefônico com a loja e verifique se tem endereço e telefone fixo.
♦ Fique atento às formas de pagamento disponíveis, ao prazo de entrega e à política de troca e devolução de produtos.
♦ Prefira empresas que aceitem plataformas de pagamento garantido via internet ou cartão de crédito de administradoras renomadas.
♦ Verifique se a loja possui conexão de segurança nas páginas em que são informados os seus dados pessoais.
♦ Proteja o seu computador com um antivírus.
♦ Desconfie de ofertas milagrosas e ganhos fora do comum principalmente de produtos eletrônicos e informática.
♦ Salve ou imprima todos os passos da compra, inclusive e-mails de confirmação.