Trabalhadores da Triunfo já preparam a pista superior, sentido sul-norte, do viaduto duplo de acesso para ser asfaltada.
Trabalhadores da Triunfo já preparam a pista superior, sentido sul-norte, do viaduto duplo de acesso para ser asfaltada.

Zahyra Mattar
Tubarão

As obras de duplicação da BR-101 avançaram pouco no mês passado, no comparativo com setembro: foram 0,94% a mais de obras concluídas. O percentual refere-se ao total de trabalhos prontos. No quesito pistas, o número já é um pouco melhor. Em setembro, foram concluídos somente 500 metros de asfalto novo. Agora, são 2,25 quilômetros a mais.

Eram 170,5 quilômetros duplicados em setembro. Pulou para 172,75 quilômetros em outubro. Em relação às obras-de-arte, as medições feitas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (Dnit) não apresentaram avanços. Nenhuma ponte ou viaduto foi liberado nos últimos 30 dias.

O baixo desempenho em relação à duplicação de pistas é motivado, principalmente pela concentração dos trabalhos à finalização das obras-de-arte especiais. Além disso, a liberação das pistas depende quase que exclusivamente da conclusão de pontes e viadutos.

Muitos trechos de asfalto acabados ficam próximos a estes equipamentos e não são abertos ao trânsito da rodovia por uma questão de segurança. A previsão é que o relatório deste mês, cuja divulgação será feita na primeira quinzena de dezembro, mostre um desempenho mais acentuado, especialmente na região.

Em Tubarão, a liberação do viaduto duplo de acesso à cidade deverá ocorrer até o fim deste mês. Junto, mais pista deverá ser aberta ao trânsito. Em outubro, a Construtora Triunfo avançou 1,75% neste ponto.

Em Laguna, devido à greve dos empregados terceirizados pelo consórcio Blokos/Emparsanco/Araguaia, a estimativa também é de avanço quanto à liberação de obras-de-arte especiais, já que os serviços estão justamente concentrados nestes tipo de equipamentos.