Cíntia Abreu
Tubarão

A desfiliação dos municípios de São Ludgero, Gravatal, Armazém, Santa Rosa de Lima, Pedras Grandes e Grão-Pará da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) pode não ser tão forte como pareceu inicialmente, durante reunião semana passada em Gravatal.
O presidente da Amurel, o prefeito de Imbituba José Roberto Martins (PSDB), tentará reverter a situação no próximo dia 23, com uma reunião extraordinária na sede da associação. Ele afirmou desconhecer a intenção de desfiliação dos municípios de Armazém e Santa Rosa de Lima. “Além, destas cidades, o prefeito de Braço do Norte, Evanísio Uliano (PP), garantiu que não sairá da Amurel”, garante Beto.

O prefeito de Armazém, Jaime Wensing (PSDB), na tarde de ontem, informou que não tem uma decisão final sobre unir-se ao restante das cidades. “Somos parceiros para somar, e não para dividir, por isso, quero aguardar a reunião do dia 23, na Amurel”, ressalta Wensing.
O prefeito de Braço do Norte defende a criação de um mecanismo que atenda interesses específicos dos municípios que demonstram a sua retirada da Amurel. “O momento é de união. Acredito que não é a melhor hora para uma fragmentação”, argumentou.

Santa Rosa de Lima é outra cidade que não estará entre as que devem desligar-se da Amurel. “Há pessoas falando em meu nome. Defendo a criação do fórum, como já foi citado várias vezes”, afirmou o prefeito Celso Heidemann (PP).
O prefeito de Grão-Pará, Valdir Dacorégio (PMDB), ressaltou na semana passada que o município de São Martinho seria convidado a participar da associação do vale. Porém, a prefeita Leonete Back Loffi (DEM) assegurou que não pretende desligar-se da associação atual. “Somos nós, os municípios pequenos, que precisamos mais da Amurel. Não vejo como algo positivo esta saída”, opina Leonete.

O atual quadro
• Dos seis municípios anunciados semana passada, somente São Ludgero, Gravatal, Pedras Grandes e Grão-Pará reafirmam que participarão da futura associação dos municípios do Vale do Braço do Norte e encosta da serra.
• Braço do Norte, Armazém e Santa Rosa de Lima garantem que não apresentarão carta de desfiliação à Amurel.