A dragagem é importante para manter o canal aberto.
A dragagem é importante para manter o canal aberto.

Jaguaruna

A autorização para o desassoreamento do canal da Barra do Camacho será assinada nesta terça-feira, no salão paroquial da localidade, às 11 horas. O vice-governador Eduardo Pinho Moreira, o secretário de estado da agricultura e da pesca, João Rodrigues, e o secretário regional em exercício, Pedro Souza, oficializam a ordem de serviço.

O investimento é de R$ 688.360,50. A responsável pelos trabalhos será a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc). Aproximadamente mil famílias dependem diretamente ou indiretamente do pescado retirado das lagoas do Camacho e de Garopaba do Sul.

A entrada da água do mar possibilita o aumento da salinidade nas lagoas e o ingresso de peixes e crustáceos, além de reduzir o risco de cheias na bacia do Rio Congonhas (Jaguaruna, Tubarão, Laguna e Treze de Maio). “A retirada de um grande banco de areia, cerca de 92 mil metros cúbicos em seis meses, é vital para a economia da região, bem como para a prevenção de riscos de enchentes”, destacou o secretário em exercício.
Depois desta fase, a intenção é concentrar esforços nas obras complementares, como o prolongamento dos molhes e fazer a proteção de pedras entre esta extensão e a ponte sobre a Barra do Camacho, na SC-487, a Estrada do Camacho.