Bancários pedem reposição salarial e melhores condições de trabalho  -  Foto:Kalil de Oliveira/Notisul
Bancários pedem reposição salarial e melhores condições de trabalho - Foto:Kalil de Oliveira/Notisul

Tubarão

Representantes de 16 cidades da região  participam na próxima quinta-feira de uma reunião sobre a deliberação de greve nos bancos. A convocação, do presidente do Sindicato dos Bancários de Tubarão e região, Armando Machado Filho, traz também como ordem do dia a avaliação da campanha salarial de 2016 e 2017, e a aprovação ou rejeição das propostas apresentadas pelos bancos.

“A possibilidade de entrar em greve é muito grande. Eu diria 90 por cento. Estão oferecendo 6,5 por cento. Isso não está nem cobrindo a inflação”, observa Armando, que aguarda uma nova proposta até o dia da assembleia. O sindicato pede 15 por cento de reajuste, além de outras cláusulas como melhores condições de trabalho.

Segundo Armando, a greve pode atingir 50 agências, entre Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e bancos privados. Os bancários convocados são das cidades de Tubarão, Armazém, Braço do Norte, Capivari de Baixo, Grão-Pará, Gravatal, Jaguaruna, Lauro Müller, Orleans, Pedras Grandes, Rio Fortuna, Santa Rosa de Lima, São Ludgero, São Martinho, Sangão e Treze de Maio.

Greve nos Correios
Os servidores dos Correios também estão mobilizados a partir da próxima semana com uma pauta de reivindicações. Conforme o sindicato da categoria, uma assembleia marcada para o dia 14 deste mês vai sinalizar ou não pela greve.
O principal pedido é pela interrupção de um processo de privatização e pela realização de concurso público, que não ocorre desde 2011.