Professores, com faixas, perguntavam se a prefeitura tem condições de arcar com o ensino fundamental do estado. Para a categoria, o executivo não consegue “cuidar” das creches.
Professores, com faixas, perguntavam se a prefeitura tem condições de arcar com o ensino fundamental do estado. Para a categoria, o executivo não consegue “cuidar” das creches.

Karen Novochadlo
Tubarão

Ao que tudo indica, a prefeitura de Tubarão optou pela municipalização de três escolas para o próximo ano. Mas, para que o projeto saia do papel, é necessária a aprovação da câmara de vereadores. Ontem, foi realizada uma reunião com vereadores, representantes do executivo e do sindicato dos professores na sede da Associação Empresarial de Tubarão (Acit).

O encontro estava lotado de professores com faixas de protestos. A categoria é contra a migração do estudo fundamental sob a tutela do estado para a prefeitura. Os professores ficaram descontentes com o resultado. “Não ficou claro como ficará a situação dos professores. Achei contraditória”, revela coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte) em Tubarão, Terezinha Botelho Martins.

“Os professores estão preocupados. Eles estão trabalhando sem saber se continuarão nas mesmas escolas. Se saírem das salas de aula, como ficará a regência?”, questiona a representante estadual do Sinte, Tânia Fogaça, na reunião.
O secretário de desenvolvimento regional em Tubarão, Haroldo de Oliveira Silva, o Dura (PSDB), explica que o estado assegura que os professores não terão perdas. Os prédios das instituições serão doados à prefeitura. Em breve, todos os números e dados serão enviados à câmara de vereadores. O recesso da casa parlamentar está marcado para o próximo dia 15, mas é possível realizar uma sessão extraordinária.

Escolas a serem municipalizadas
Caso a municipalização seja aprovada pela câmara em Tubarão, as escolas Martinho Ghizzo, no bairro Passagem, Fábio Silva e Angélica Cabral, em São Bernardo, poderão iniciar o próximo ano sob o comando do município. Ao todo, serão absorvidos 729 estudantes.