Zahyra Mattar
Tubarão

As obras no lote 25 na duplicação da BR-101, entre o acesso sul a Itapirubá, em Laguna, e Capivari de Baixo, serão retomadas na próxima segunda-feira. Conforme o Notisul antecipou com exclusividade no começo desta semana, gestores do consórcio Blokos/Emparsanco/Araguaia pagarão hoje parte da dívida com as duas empresas terceirizadas.

O acordo foi selado ontem, sob o testemunho de gestores do Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (Dnit), conforme pediram os trabalhadores das empresas Amilton Lemos Engenharia de Obras, de Tubarão, e Cooperativa de Caminhões de Capivari de Baixo (Coopertranscap).

Ficou acertado que o consórcio depositará, hoje, cerca de 20% da dívida – os grevistas queriam 50%, algo em torno de R$ 1 milhão, ainda que a dívida toda passa de R$ 3 milhões se levado em conta os juros e demais atualizações.
O consórcio assinará uma confissão de dívida, um novo contrato e ainda entregará três cheques a cada uma das empresas. Os nominais referem-se ao parcelamento de mais 10% da dívida.

“Aceitamos isso porque, caso contrário, o trecho iria continuar sem obras. De qualquer forma, retornaremos com, no máximo, 30% do maquinário e operários. O ritmo vai diminuir muito e, se continuar assim, o lote 25 vai levar mais de um ano e meio para ficar pronto. E isso sendo otimista”, revela Amilton.

Esta foi a segunda greve dos terceirizados do lote 25 este ano. A anterior ocorreu no fim de julho, também por falta de pagamento. “Caso eles não honrem este acordo e não paguem as três parcelas, voltaremos a cruzar os braços”, antecipa o empresário.