A construção civil está em expansão. Em algumas cidades, também cresce o número de apartamentos feitos para pessoas que vivem sozinhas.
A construção civil está em expansão. Em algumas cidades, também cresce o número de apartamentos feitos para pessoas que vivem sozinhas.

Karen Novochadlo
Tubarão

A maior parte dos domicílios na região metropolitana de Tubarão é ocupada por três pessoas. Este dado consta nos resultados revelados este ano pelo Censo 2010. Ao todo, em 17 municípios, são 115.305 domicílios. Destes, 32.008 são ocupados por três pessoas.
O segundo maior número refere-se às casas onde moram duas pessoas. Estas somam 29.811. Um dado que chama a atenção é de 631 domicílios ocupados por oito pessoas ou mais. Em Tubarão, são 151 nesta condição; em Laguna 106; e em Imbituba 88.

Um outro elemento interessante é que, se somado, o número de domicílios ocupados por até três pessoas, que chega a 75.356, é maior do que o moram quatro ou mais, 39.949. Isto mostra a tendência, já comprovada no Censo, da população ter menos filhos e do crescimento do número de pessoas que moram sozinhos. Também é resultado do aumento da quantidade de divórcios. Nesta categoria, Tubarão, Laguna e Imbituba lideram.
Apesar disso, o número da população cresceu na maioria das cidades. A média de moradores por domicílio caiu no Brasil. Em 2000, eram 3,8 moradores por residência. Hoje, são 3,3. O sul do país é o que apresenta a menor taxa, com 3,1 moradores.