Zahyra Mattar
Tubarão

As salas do bloco G, do Cettal, da Unisul, ficaram lotadas na manhã de ontem, quando foi reaplicada a prova de auxiliar administrativo do concurso público da prefeitura de Tubarão. Os candidatos precisaram retornar porque o teste feito no dia 20 deste mês foi invalidado devido a erro de impressão.

Cerca de 650 pessoas compareceram para refazer o exame. Na primeira prova, 704 candidatos concorreram às vagas para auxiliar administrativo. Segundo o coordenador do concurso, Alexandro Heleodoro Silveira, nenhum incidente foi registrado. “Fechamos esta etapa com chave de ouro”, comemora. Duas candidatas realizaram as provas em suas residências.

Uma foi a jovem Emmanoelli Maiate Pessoa Zabot. Na última quarta-feira, ela foi submetida a uma cesariana e deu à luz menina. Por este motivo, Emmanoelli enviou um pedido para a Faepesul para que pudesse fazer a prova em casa. Uma fiscal e um segurança permaneceram junto à candidata até o término do teste.

A outra moça foi Mônica Mendonça de Aguiar, que sofreu um acidente três dias antes da realização da primeira prova. Cerca de 100 pessoas, entre coordenação do concurso, apoio, seguranças e fiscais, foram mobilizadas para garantir a idoneidade do concurso. Conforme o coordenador, o gabarito do teste de ontem deverá sair amanhã.