Priscila Alano
Tubarão

Em abril e maio, a procura por roupas de inverno movimentou bastante o comércio. Porém, o veranico das últimas semanas atrapalhou as vendas na região. Agora, como a previsão é de queda brusca nas temperaturas, os comerciantes estão confiantes. Em algumas lojas, os empresários já colocaram alguns itens em promoção para ver se atraem os clientes.

A presidenta da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Tubarão, Eliane Fernandes, alega que a entidade não realizou nenhuma pesquisa, mas percebeu que as altas temperaturas não animaram os clientes a investir nos artigos de inverno. A comerciante Merabe Mateus Prestes, uma das donas da loja Merá, afirma que os clientes compraram algumas peças pesadas, mas as vendas poderiam ser melhores em comparação com os anos anteriores.

Para a gerente do Magazine Center, Juliana Fogaça, o calor não estimulou os clientes a comprarem roupas quentes. “As vendas ficaram abaixo do esperado para a época do ano. Esperamos que o frio e as promoções melhorem o movimento”, acredita Juliana. Na loja onde Daniela Fernandes Damian Guzatti é gerente, a Della Modas, as jaquetas e casacos já estão com preço especial, pois as vendas quase congelaram nas últimas semanas.

A dona de casa Normélia Cunha espera o frio chegar para usar os casacos de lã que já comprou. “O friozinho de maio animou a comprar os casacos, mas ainda não consegui usar, porque o tempo esquentou. Acredito que eles vão sair do armário esta semana”, diz a dona de casa, entusiasmada.